As Plantas Medicinais

Veja um guia completo das Plantas Medicinais e qual a parte usada, a posologia e o modo de usar.

  • As Plantas Medicinais

Veja uma lista completa de Plantas Medicinais.
 
Fonte: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAeygoAD/as-plantas-medicinais
 
ABÚTUAÉ diurético e febrífugo
 
Parte usada: raiz e casca do tronco, por decocção.Posologia e modo de usar: Entre em contato conosco.Outros nomes da planta: parteirabrava, parreira-do-mato, uva-do-rio-apa.
 
ABÚTUA-MIÚDAÉ febrífuga.
 
Parte usada: casca e raiz, por decocção.Posologia e modo de usar: Entre em contato conosco.
 
ACARIÇOBAAperiente, desobstruente, diurético, emética e tônica.
 
Parte usada: toda a planta.Posologia e modo de usar: Entre em contato conosco.Não se faz o uso das folhas internamente, pois são venenosas.Externamente se usa o decocto da planta toda para combater as sardas e outras manchas da pele.Internamente usa-se o decocto da raiz.Outros nomes da planta: erva-do-capitão, barbarosa, acaciroba, acaricaba.
 
ACÔNITOSA aconitina e seus efeitos.Perigos do uso desta planta, que os tratados populares recomendam às vezes irresponsavelmente.Os acônitos são vários e contém alcalóides ativíssimos. Podem utilizar-se comumente como plantas de adorno ou de salão e crescem nas montanhas. O alcalóide cristalizado que se conhece como aconitina foi extraído por Duquesnel.As variedades de acônitos de que se vale a medicina séria são:
 
l. Aconitum ferox: A raiz desta variedade é rica em seudoaconitina, seudoaconina, aconina, etc. Estamos falando na índia e nas regiões do Himalaia.
 
2. Aconitum napellus: É, entre as quatro variedades francesas, a mais utilizada. A folha em estado fresco e a raiz, são o que se emprega desta variedade, na que tem aconitina e aconina em doses bem pequenas.Droga muito venenosa é a aconitina. Devem ser respeitados os seus efeitos na forma das diversas preparações, existem divergências e vários médicos experimentaram sobre si mesmos. O que o leitor leigo deve ter em conta, é que não está capacitado para manejar o acônito nem a aconitina. O leigo deve abster-se de seu uso, pois pode acontecer perigo de morte, pois, em certas regiões, os nativos molhavam as pontas de suas lanças e suas flechas no suco do acônito, para fazê-las mortais.Admitidamente, é sedante e analgésico, atuando com especialidade na neuralgia do trigêmino. Utilizava-se assim mesmo como anticongestivo e diurético, mas a medicina tem chegado a convencer-se de que antigamente se tinha empregado com excesso, em afecções em que não podia dar nenhum resultado. Por isso o emprego do acônito se tem restringido, e faríamos mal em dar fórmulas, já que é ao médico e não ao paciente a quem cumpre decidir sobre sua utilização em cada caso particular.Por isso repetimos: abstenha-se de usar por si mesmo, a despeito de quanto se diga nos tratados populares de cura com plantas.
 
AGONIADAEmprega-se nas afecções histéricas, na asma, nas atonias gastrointestinais, nos catarros crônicos, na clorose, nas febres intermitentes, nas menstruações difíceis.
 
Parte usada: folhas, por infusão.Posologia e modo de usar: Entre em contato conosco.
 
AGRIÃO-DO-PARÁPossui um sabor acre, picante. Quando se mastiga, provoca a salivação. As folhas comem-se cruas, em saladas. Como são muito picantes, podem misturar-se com outras ervas.Outro nome da planta: jambu-açu.
 
ALECRIM-DE-JARDIMAs sumidades floridas têm aplicação nos seguintes casos: clorose, dismenorréia, dispepsia, debilidade cardíaca, escrofulose, febres tifóides, gases intestinais, histeria, inapetência e tosse. O decocto das folhas é usado, em loção, contra as chagas gangrenosas; em banhos, contra o reumatismo articular. As folhas secas, reduzidas a pó, são boas para cicatrizar feridas. As gotas do suco das folhas, também são boas para o mesmo fim. O chá também se usa, com bom resultado, para lavar feridas. Para combater a sarna, preparar-se uma pomada, tomando-se 10 partes de gordura vegetal para uma parte de suco de alecrim.
 
Posologia e modo de usar: Entre em contato conosco.
 
AGAR AGAR OU AGÁRICO BRANCOPara os suores noturnos dos tuberculosos. Dúvidas sobre sua efetividade nestes casos.Quando o agárico se subministra em quantidades superiores a 3g seu efeito se troca em PURGANTE. Como purgante recomenda usar-se associado a outros purgantes suaves. Os tratados populares lhe atribuem propriedades tonificantes, indica-se em especial para as convalescenças das crianças ou para crianças doentes e anêmicas. Não poderíamos dizer se neste sentido tem realmente efetividade.
 
AGONIADAUm dos principais remédios nas doenças femininas.Indicado contra as cólicas e depressões pré-menstruais, afecções dos ovários, menopausa e metrorragia. Tonteiras, debilidade na época de menstruação, enjôos e vômitos, muitas vezes acompanhado de má digestão e enxaquecas.Em muitos casos onde a mulher tem dificuldades para engravidar, após o uso constante, pode-se chegar ao sucesso na gravidez. Maiores esclarecimentos, entre em contato conosco.
 
AGRIÃOPlanta nativa do Brasil. Descongestionante, digestiva, depurativa, diurético, rico em iodo, ferro, fosfato e óleos essenciais.Indicado para os tuberculosos, e para as pessoas que fumam.Para os alcoólatras, excelente depurativo do sangue, combate a anemia, raquitismo, gripes e aftas.
 
Parte usada: toda a planta, em saladas diariamente.
 
ALCACHOFRAPlanta das doenças modernas, pois combate a hipertensão arterial, a arterioesclerose, e mantem os níveis de colesterol.
 
Parte usada: toda a planta, em saladas diariamente.
 
ALCANFOREIRASeu óleo essencial, o alcanfor.Constitui o alcanfor um produto extraído da alcanforeira, árvore do Japão.A ação do alcanfor sobre o sistema nervoso parece ser a de estimular os centros vasomotor e respiratório, segundo demonstram os experimentos feitos sobre mamíferos, nos que atua na porção bulbar e cerebral. Pode produzir enjôos, convulsões violentas e delírio quando atua sobre o cérebro. Quando a dose é extremamente alta vem logo um estado depressivo, mas o organismo o troca em derivados sem atividade, de modo que as intoxicações concluem curando o enfermo.Em pequenas quantidades produz efeitos:
 
a) Sedativos.b) Antiespasmódicos.
 
Em doses mais elevadas:
 
a) Estimulantes.b) Excitantes.
 
Em doses extremamente altas:
 
a) Convulsivos.b) Paralisantes.
 
Recomendamos que não se tome por via oral, dados seus efeitos irritantes da mucosa gástrica. 
 
ALFAVACA - (Occimum canum)É estimulante, carminativa, antiemética, sudorífica, e diurética.
 
Parte usada: folhas e sementes, por infusão.Posologia e modo de usar: Entre em contato conosco. Outros nomes da planta: remédio-de-vaqueiro, manjericão-de-folha-larga.
 
Externamente usa-se para gargarejos em casos de dor de garganta, angina, aftas. As folhas amassadas são boas para curar feridas. Com o chá das folhas, ou com o chá das sementes em maceração, preparam-se compressas que as mães lactantes aplicam sobre os bicos dos seios afetados.Usada em banhos, no tratamento do reumatismo, de cálculos e cólicas renais.Um dos poucos recursos que temos para baixar a taxa de ácido úrico.
 
ALFAZEMA - (Lavândula vera)Recomenda-se para os seguintes casos:anúria, amenorréia, apoplexia, asma, afecções do fígado e do baço, blenorragia, cãibra, clorose, dores de cabeça, enxaqueca, escrófulas, gotas hipocondria, inapetência, icterícia, leucorréia, nervosismo, reumatismo, ventosidades, má digestão e anti-espamódica.
 
Parte usada: toda a planta por infusão.Posologia e modo de usar: Entre em contato conosco.
 
Aplica-se topicamente cataplasma quentes com folhas cozidas, para acalmar as nevralgias e dores reumáticas.Na supressão da menstruação, restabelece o fluxo.
 
ALGODOEIRO - (Gossypium herbaceum)» Favorece principalmente nas doenças ginecológicas, nas menstruações abundantes e até hemorrágicas.» Dores no útero e ovários, cólicas mentruais dolorosas, hemorragias após o parto e retenção da placenta.
 
Parte usada: toda a planta.Posologia e modo de usar: Entre em contato conosco.
 
Empregam-se folhas, por infusão, nos seguintes casos: catarros, disenteria, diarréia, enterite.O sumo das folhas cura feridas. As folhas machucadas, postas sobre queimaduras, proporcionam alívio imediato. As sementes, por infusão, são úteis na amenorréia e dismenorréia. A casca da raiz, por decocção, emprega-se nas afecções das vias urinárias. Possui propriedades diuréticas. Pelo seu poder de contratilidade das fibras musculares lisas, produz contrações uterinas. Tem igualmente boa ação hemostática, pelo que se emprega nas metrorragias.Afrodisiáco, tônico e diurético.
 
ALHO (allium sativum)Desde os tempos muito remotos, o alho é conhecido por suas qualidades místicas e terapêuticas. É largamente utilizado como condimento. Os egípcios, já no 5° milênio a.C., conheciam suas propriedades estimulantes. Na Antiguidade utilizavam-se para espantar os espíritos malignos. Os hebreus, na ocasião do Êxodo, consideravam como umas das mais preciosas riquezas abandonadas no Egito. Os médicos da Antiguidade utilizavam para realizar suas curas milagrosas.O alho contém enzimas, hormônios sexuais, as vitaminas B1, B2, PP e C, provitamina A, sais minerais e oligoelementos. Ótimo antibiótico, se usado no local, evita a proliferação de germes. Os soldados russos carregavam alhos, durante a II Grande Guerra, que esmagavam nos bordos das feridas pra evitar as infecções. O bolbo cru acalma rapidamente as picadas dos insetos. Existe uma variedade chamada alho-porro (Allium porrum), mais conhecido como alho-macho, cujas propriedades ultrapassam os olhos normais.O alho possui as seguintes propriedades: 
 
antidiabético, antiespasmódico, anti-séptico, calicida, diurético, emoliente expectorante, estimulante, hipotensor, tônico e vermífugo.
 
Por sua qualidade hipotensora, faz baixar a pressão arterial e, quando usado com regularidade por um longo tempo, atua nos casos de varizes. Observar para não usar em demasia, pois poderá causar queda de pressão arterial considerável e irritar o estomago.
 
De preferência utilizá-lo cru, externa ou internamente. A água da sua cozedura se tiver pouco sal, tem um elevado poder diurético.O alho exerce suas propriedades medicinais nas seguintes doenças:
 
Abscesso - compressas embebidas em suco fresco de alho.Albuminúria (presença de albumina na urina)Alcoolismo - Entre em contato conoscoAnginas - cataplasma de alho-porro cozido, colocada sobre a garganta.Apetite - utilizar o alho como condimento.Arteriosclerose - decocção de alho, dois dentes esmagados na medida de 1 chícara de leite, ferver 5 minutos. Caldo de alho-porro, cozer durante 2 horas, com o dobro de água sem sal, 4 dentes de alhos cortados em pedaços, 3 xícaras pequenas de café por dia, dos quais 1 em jejum.Artritismo - Ferver alho-porro cortado em pedaços durante 2 horas em meio litro de água e coar.Asma - Entre em contato conosco. Bronquite - decocção de agrião, aipo, cenoura, couve e alho-porro. Tomar 3 colheres de sopa por dia.Cabelo - enxaguar os cabelos com sumo de alho-porro, para cabelos castanhos.Cancro - comer alho ou cebola cruas, separadamente.Circulação - comer alho cru ou cozido.Coração - comer alho e maçã com casca.Convalescença - ingerir cereais e alho-porro.Diarréia - diarréias provocadas pelos antibióticos, comer muito alho cru.Digestão - comer alho-porro cru ou cozido.Diurese - sopa com alho-porro.Edema - Entre em contato conosco.Esterilidade - incluir alho-porro na alimentação diária.Epidemia - comer alho cru em todas as refeições.Ferida - passar no local o sumo de alho.Furúnculo - cataplasma de alho cozido em pequenas quantidades de água.Gota - camada de polpa de alho bem amassada.Hipertensão - comer alho em todas as suas formasLitíase (Formação de pedras ou cálculos) - Entre em contato conosco.Obesidade - usar alho-porro como laxativo.Obstipação (Prisão de ventre) - comer alho-porro cru ou cozido.Ouvido - colocar no canal auditivo externo uma gaze embebida de alho cru.Panarício (Inflamação que compromete os tecidos disposto em torna da unha) - Cataplasma quente de alho-porro cozida.Parasitose - comer bastante alho.Pele - beber todas as manhãs um suco de alho-porro.Picadas - passar o alho no local, macerado.Pulmão - decocção de alho, cozer durante 15 minutos um dente partido em pequenos pedaços em 1 copo de leite.Reumatismo - comer polpa de alho cru ou cozido.Rim - macerar durante uma noite 4 gramas de alho-porro em 1 copo de vinho e coar, tomar pela manhã.Tabagismo - comer alho cru, muito ativo contra os danos causados pela nicotina no organismo.Tosse convulsiva - Entre em contato conosco.Úlcera cutânea - Entre em contato conosco.Uréia - utilizar alho-porro como condimento.
 
ALOÉS (Na África, no Brasil vide Babosa)O suco de suas folhas se dá como purgante muitas vezes, mas não se recomenda aos hemorroídeos e embaraçadas aos perigos de sua utilização. Dos aloés, variedades de vegetal da África, usa-se o que geralmente se dá em chamar acíbar, e que é o suco de suas folhas. Este nome é dado por seu sabor ingrato. Dados os efeitos que produz - congestão pelviana-, os que padecem hemorróidas não devem fazer uso dele, o mesmo que as mulheres em estado de gravidez, pois se considera um abortivo poderoso. Esta advertência é interessante já que em alguns tratamentos populares de plantas medicinais os autores se contentam com indicar seus efeitos purgativos sem prevenir o que abordamos acima.
 
Dá ao paciente uma boa digestão.Produz efeitos laxativos.E é de efeitos purgativos.Pode em doses elevadas produzir cólicas, pelo que se recomenda não chegar a elas.Posologia e modo de usar: Entre em contato conosco.
 
Do acíbar de aloé se extrai a aloína, e pode usar-se em pó e em tintura.Alguns tratados populares o recomenda para úlceras e chagas para a qual dizem que devem dissolver-se o acíbar em água quente e aplicar-se ao exterior.
 
ALTÉIA - (Althaea officinalis)
 
Parte usada: folhas, flores e raízes.Dose: Entre em contato conosco.
 
Empregam-se as flores nas enfermidades das vias respiratórias. São boas para curar a tosse, especialmente nas crianças e pessoas idosas. As folhas e as raízes são utilizadas como emolientes nas irritações da membrana mucosa. Em forma de loção e fomentação, a altéia é um bom remédio para acalmar as dores, erupções cutâneas, etc. Em clisteres, dá bom resultado nas inflamações intestinais e na prisão de ventre. A raiz se dá para mastigar às crianças, para favorecer a dentição.
 
AMOR-PERFEITO
 
Parte usada: folhas e flores, por infusão.Dose: Entre em contato conosco.
 
É depurativo e peitoral. É indicado nas afecções cutâneas: 
 
erupções biliares, eczema, impetigem, herpes, manifestações escrofulosas, etc. 
 
Para estes fins, toma-se chá e reforça-se a ação interna, fazendo-se loções ou aplicando-se compressas. Emprega-se contra o reumatismo, especialmente o reumatismo articular, com sucesso.
 
ANÉMONA PULSÁTIL (Pulsatila)Muito apreciada na antiguidade, não se tem abandonado totalmente seu uso. Antiespasmódico em tosses convulsivas, analgésico em afecções uterina. Os tratados populares são pródigos na utilização das anêmonas. 
 
Usam, por exemplo, da chamada anêmona dos bosques, para os reumatismos e gotas, em uso externo; da anêmona hepática para as obstruções e cálculos hepáticos, em infusão a 1%; da anêmona negrusca ou dos prados, ao exterior como vesificante; e por fim da pulsátil, que é a que nos ocupa e a única que temos falado recomendada nas terapêuticas sérias. 
 
Antigamente a anêmona pulsátil se empregava para as paralisias e a coriza. Hoje, como analgésico em afecções uterinas, indicada para as dores da sapingoovaritis, e como antiespasmódica nas tosses convulsivas.
 
Utiliza-se: Folhas e floresSeu extrato alcoólico (pílulas): Entre em contato conosco.Sua tintura: Entre em contato conosco.E a chamada anemonina, que é o principio ativo: Entre em contato conosco.
 
ANGÉLICAÉ estimulante, carminativa, depurativa, diurética, estomacal e emenagoga.
 
Parte usada: toda a planta, por infusão.Dose: Entre em contato conosco.
 
Nas afecções da pele, dores dorsais, reumatismo, emprega-se também o chá de angélica, topicamente, em forma de loções, fricções e compressas.
 
ANGELICÓÉ anti-séptico, diaforético, estomacal, esurino, sedativo.
 
Parte usada: raiz, por decocção.Dose: Entre em contato conosco.
 
Outros nomes da planta: jarrinhas, mil-homens(vide Mil-Homens, por se tratar de informações relevantes), papo-de-peru, mata-porco, patinho, caçau, cipó-mata-cobras.
 
APERTA-RUÃOUsam-se as sementes no tratamento das feridas, em banhos. Em banhos demorados, as folhas têm sido usadas nos casos de queda do útero e no tratamento de hemorróidas.1.Não recomendo o uso interno.2.Estes banhos são de assento.
 
Outros nomes da planta: Tapaburaco (Dispensando cirurgias inúteis na vulva), maiores esclarecimentos, entre em contato conosco.
 
ARTEMÍSIAEmprega-se para:
 
anemia, cólicas, coréia, debilidade, do estômago, diarréia, enterite, epilepsia, flatulências, gastrite, hidropisia, icterícia, lombrigas, menstruação deficiente, mucosidade, nervosismo, nevralgia, reumatismo, histeria, fraqueza do estomago, cálculos da bexiga, higienização do útero.Parte usada: folhas, flores e raízes, por infusão.Dose: Entre em contato conosco.
 
Não se recomenda o uso desta planta para as mulheres que amamentam.Outro nome da planta: artemigem.
 
AVENCAÉ utilizado contra o catarro pulmonar, rouquidão e tosse(bronquite), expectorante tônico.
 
Parte usada: folhas por infusão.Dose: Entre em contato conosco.
 
AZEDEIRAErva excelente para saladas e ensopados, usa-se para combater a diarréia, disenterias e gases.
 
Parte usada: folhas, como saladas e sucos, ou chás por infusão.Dose: Entre em contato conosco.
 
AZEITE DE OLIVAExcelente por seus valores nutritivos.Os tratados populares, utilizam a oliveira as folhas, como antineurálgicas e antifebril, o mesmo que a cortiça; e ao azeite o atribuem virtudes laxantes, recomendando-o também para as queimaduras.Utilizam-se também como calmante. 
 
As Plantas Medicinais «B»
 
BABOSA - Erva Babosa - CaraguatáAloes humilis - Aloes perfoliata - Aloes vulgaris - Aloes bardadensisDeve-se utilizar com cuidado desta planta, quando para utilização interna, já que devido ao seu forte efeito, pode até mesmo provocar a nefrite.Use, de preferência, externamente.Usam-se, as folhas, como emolientes e resolutivas, aplicadas topicamente sobre inflamações, queimaduras, eczemas, erisipelas, queda do cabelo, e outros.Usam-se: folhas (polpa e seiva).Uso interno: estomáquico e laxante.Externamente - Sumo: anticaspa, antifúngico, antibacteriano, cicatrizante, repelente.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BACARIS - BacharisNas afecções gastrointestinais e hepáticas. Tônico eupéptico, febrífugo e antidiarréico.Usa-se: tintura.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BACUJÁ -Para as vias respiratórias, calmante, expectorante, tônico. Faz desaparecer as tosse rebelde; estimula o apetite. Sedativo, nas perturbações nervosas em geral.Associação: pode ser associada a Carpasina. Usa-se: tintura.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BAICURU -Emenagoga. Largamente usada nas inflamações de útero e ovários, corrimentos uterinos, dismenorréia.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BAMBÚ - Bambuza, guada.Febrífugo, anti-hemorrágico, afecções nervosas, hemorróidas, diarréias, disenteria, depurativo do sangue, impotência sexual.Parte usada: Brotos.Modo de usar: Pode ser consumido após o cozimento sob a forma de saladas ou como conservas. Dose: Entre em contato conosco para dosagem individual.
 
BANANEIRA -Além de o fruto ser um excelente alimento, a água de seu tronco cura icterícia, e o suco cura feridas e atua contra venenos. Diarréia, disenteria e tuberculose.Parte usada: Fruto e a parte de dentro da casca. A farinha da banana é considerada de alto teor nutritiva.
 
BARBATIMÃO - UabatimóStryphnodendron barbatimão - Mimosa virginalis - Acacia adstringens - Acacia virginalisAdstringente empregado em banhos e injeções no combate as afecções escorbúticas, blenorragia, diarréia, hemorragia e leucorréia, usando-se o chá de suas cascas.O que usar: tintura e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BARDANA - Pega-massa - Orelha de gigante.Lappa officinalis - Lappa major - Lappa tomentosa - Arcticum bardana Diurético e depurativo, atuando contra as moléstias da pele.Usa-se o chá de suas raízes, flores e folhas. Reumatismo, moléstias venéreas, afecções da pele, tinhas (designação comum a várias espécies de infecções cutâneas superficiais fúngicas, cujo tipo específico está na dependência das características do agente causal. Defeito, mancha, mácula.) e perturbações do estômago.Externamente se usa como cataplasma.O que usar: flores, folhas e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BATATA DE PURGA - Jalapa - Raiz-de-jeticuçu - Mechoacão - Mechoacão-do peru - Briônia-da-américa - Flor-de-quatro-horas - Ruibarbo-branco - Ipu, jalapa branca.»» Não usar em doses elevadas, pois a batata-de-purga, quando em altas doses, tem efeito venenoso. ««Emprega-se como depurativo do sangue, e na leucorréia (corrimento branco da vagina ou do útero), na diarréia, disenteria, fraqueza em geral, diarréia infantil, no período da dentição.Tem também propriedade de regularizar a menstruação. Atua sobre o aparelho gastrintestinal. Purgativo energético. Laxante nos casos de prisão de ventre. Nas moléstias da pele. Nas irregularidades menstruais. Combate as enterites das crianças, além de prevenir a meningite.Parte usada: Raiz, a fécula é vendida em farmácias como "goma de batata".Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BATATA DE SUCUPIRA -No reumatismo crônico, fazendo com que as inchações e dores que acompanham a doença comecem a desaparecer logo após os primeiros dias de uso.Também no reumatismo gotoso e deformante, artritismo e ácido úrico.Usa-se: tintura.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BATATA-DOCE -O cozimento de suas folhas pode ser usado em gargarejos para combater as inflamações da boca e garganta, além de fazer bem aos rins. Tumores e inflamações, diarréias.Se comer diariamente um tubérculo, este terá efeito profilático (preventivo) contra o câncer.A massa, crua ou cozida, quando aplicada sobre tumores debela gota e reumatismo.
 
BATATA-INGLESA -Combate as inflamações, abscessos, picadas de insetos, reumatismo local e queimaduras, usada crua e ralada, disposta sobre o local.O suco cura úlceras estomacais.
 
BAÚNA -Antiespasmódico, calmante das tosses e coqueluche.
 
BEGÔNIA - Coração de estudanteBegonia salicifoliaFaz-se um chá, de toda a planta, que é bom para as afecções das vias urinárias (cistite, uretrite, etc.).O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BELDROEGA - PortulacaPortulaca oleraceaBoa para combater as afecções do fígado, bexiga e rins, e inflamações dos olhos. Diurética, e aumenta a secreção de leite.Usam-se: sementes e folhas com talos.Sementes: vermífugo.Externamente: sobre queimaduras e feridas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BERGAMOTA - MexericaSeu chá é digestivo e calmante.O suco das sementes, esmagadas em água, abaixa a pressão.
 
BERINGELA -O chá de suas folhas aumenta a urina, eliminando os cálculos da bexiga.
 
BETIS -Nas flatulências, bebi-beri, reumatismo e dormência das pernas. Excitante e aromático.Externamente, em banhos, combate a polinevrite.Usa-se: raíz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BICUÍBA -Na asma, perda de memória e doenças do estômago.
 
BOERÁVIA HIRSUTA -Nas moléstias dos rins e fígado. Nas congestões hepáticas, nefrites e pielites. Combate a icterícia.
 
BOLDIQUIA - BowdiquiaNas moléstias de pele, como feridas, úlceras dartros, eczemas, furúnculos; nos reumatismos crônico, agudo, simples ou de fundo sifilítico.Usa-se: tintura.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BOLDO - BoldôaEstimulante das secreções, facilitando a secreção biliar e evitando cólicas e a prisão de ventre.Protetor do fígado - regulador da função hepática.O que usar: tintura e folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BOLDO DO CHILE -Peumus boldusIndicado contra as afecções e cálculos do fígado, prisão de ventre, gases intestinais, digestão difícil e febres.O que usar: tintura e folhas.Chá: tranqüilizante, insônia.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BOLDO JURUBEBA -Hepatoprotetor, nas afecções do fígado.
 
BOLSA DE PASTOR -Capsella bursa pastorisIndicada para eczemas, coceiras, erupções e feridas. Corrige regras abundantes e hemorragias. Em gargarejos, cura inflamações da garganta.O que usar: folhas e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BORRAGEM -Borrago officinalisPara as inflamações dos rins e da bexiga. No combate ao reumatismo e debilidades do coração. Contra os resfriados e sarampo.O que usar: sementes e folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BUCHA - Bucha dos paulistas - EsfregãoLuffa aegyptiacaSuas sementes são vermífugas. O caule e as folhas são indicadas em prisão de ventre, perturbações do fígado, suspensão de regras e anemia.O que usar: sementes, caules e folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BUCHINHA DO NORTE -Seu chá é purgativo e expectorante, também usado contra sinusite (aspirando o vapor da planta em cozimento).
 
BURANHÉM - Guaranhém - Monésia - Casca-doce - Miica - Pau-de-remoPradosia lactescens- Lucuma glyciphloca - Chysophyllum buranhemAntidiabético. As cascas contêm substâncias tônicas.Nas doenças intestinais. Combate às diarréias.Usam-se: cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
BUXO -Contra asma, sífilis e reumatismo, e os vermes do sangue.
 
As Plantas Medicinais «C»
 
CAAPEBA - Cipó de cobra - Erva-de-nossa-senhora - Parreira brava da brancaCissampelos glaberrinia - Cissampelos tomentosaContra a dispepsia e afecções das vias urinárias. É utilizada também como diurético e sudorífico.Usam-se: folhas e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAAVURANA -CompostaNas blenorragias agudas e crônicas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CABEÇA-DE-NEGRO -Como depurativo energético, antidiarréico.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CABELO DE MILHO - Barba de Milho - Cabelo do milhoPoderoso diurético, indicado contra as afecções da bexiga e rins, cistite, areias e dores ao urinar.Chá: diurético, cálculos renais, infecções urinárias, ácido úrico, albuminúria.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CACAU -A manteiga de cacau possui propriedades que curam os lábios, peles e seios rachados. Também funciona para tratar hemorróidas e tirar manchas do rosto.
 
CACTUS GRAND -TunaContra fraqueza do coração, angina, reumatismo, moléstias do aparelho digestivo, além de melhorar o sistema circulatório.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAFERANA - Jacaruaru - Quássia-do-pará - Jacaré-aruTachia guyanensisCombate febres, sobretudo as intermitentes. Emprega-se toda a planta.Tintura: anti-dispéptico; na inapetência e no impaludismo.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAINCAU - Purga Preta {MG} - Caninana - Raiz preta - Raiz fedorenta - Cipó-cruzChiococca brachiataLaxativa, diurética, e emenagoga. Ela também é indicada para combater angina, bronquite, hidrofobia, laringite, prisão de ventre, reumatismo, sífilis e mordeduras de animais venenosos.O que usar: tintura e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAJÁ MIÚDO -Adstringente e amargo. Combate as cólicas intestinais, disenterias e diarréias.O que usar: cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAJUEIRO -A casca é eficaz contra a diabetes, bem como contra fraquezas em geral, tosses, cólicas e doenças da pele. É tônico genital e afrodisíaco. O suco de seu fruto é diurético.O que usar: tintura e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CÁLAMO AROMÁTICO - Capim cheiroso -Capim cidreira -Jacapé - Iacapé - Capim-marinho - Capim-de-cheiroKyllinga odorataCombater os gases intestinais, a histeria e as afecções das vias urinárias.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CALÊNDULA - MalmequerCalêndula oficinalisExcitante e antiabortiva. Indicada contra doenças nervosas, calos, verrugas, paralisia infantil, infecções e feridas cancerosas.O que usar: flores e folhas.Infusão: gripe, escorbuto, icterícia, inflamação dos olhos, artrite.Externamente: inflamações cutâneas.Sabonetes: queimaduras.Folhas: calos e verrugas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CALUMBA -Na inapetência, dispepsia atônica, diarréias.O que usar: tintura e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CALUNGA -Nas perturbações do trato digestivo, com eficácia contra diarréias, na disenteria.O que usar: tintura e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAMARÁ -Diurético. Contra o reumatismo crônico, nas doenças do fígado e nas flatulências. Também nas bronquites crônicas.Uma curiosidade sobre esta planta: onde ela nasce é sinal de terra boa para cultura.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAMBARÁ - Camará de chumbo - CamaráLantana camará - Lantana spinosaDiurético, anti-hepático, anti-reumático. Expectorante, balsâmico, usado nas tosses, bronquites e catarros crônicos. Contra as doenças da garganta, laringite, faringite, etc. O chá de suas flores, folhas e cascas combate febres tosse, resfriados, gripes, bronquite, asma, coqueluche e perturbações digestivas.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAMBOATÁ -Indicado nos males do fígado, bexiga e estômago, tomando-se o chá das folhas após as refeições.
 
CAMBUCÁ - CambucazeiroEugênia edulisDe ação rápida, a tintura extraída das folhas deste remédio vegetal atua sobre a coqueluche de maneira formidável, aliviando os excessos e extinguindo-a. Também indicado nos casos de bronquite e tosses.O que usar: tintura (das folhas).Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAMBUÍ - Acácia - Angico brancoPiptadenia colubrinaPeitoral e emoliente. Para as vias respiratórias, nas afecções pulmonares, bronquites, tosses, faringites e asma. Ajuda na expectoração do catarro.O que usar: cascas e resina (goma).Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAMOMILA - Camomila-da-Alemanha - Matricária - Camomila-dos-alemãesMatricaria chamomilla - Camomilla vulgarisPara dispepsia, perturbações estomacais em geral, diarréias, náuseas, inflamações das vias urinárias, falta de apetite, cólicas e doenças do útero e dos ovários. Nas inflamações da boca, usa-se em bochechos. Sudorífica e estomáquica, sedativa das crises e espasmos dolorosos.O que usar: flores.Infusão: febre, insônia, nevralgias, cólicas, gases, indigestão, dispepsia, falta de apetite, infecções intestinais.Externamente: Compressas e lavagens: conjuntivite e inflamações nos olhos.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAMOMILA ROMANA - CamomilaAnthemis nobilis - Ormenis nobilis - Chamomila nobilisMesmas propriedades da camomila comum, porém mais fortes. Sudorífica e estomáquica, sedativa das crises e espasmos dolorosos. Constipação atônica, clorose, dismenorréia, febres, histerismo, indigestão, vermes intestinais.O que usar: flores.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CANA-BRAVA -O decocto de sua raiz fornece um excelente diurético.
 
CANA-DE-AÇÚCAR -Contra a anemia e fraqueza do coração, contra tosse, cólicas renais, digestões difíceis, aftas e rachaduras dos seios.
 
CANA-DE-MACACO - Cana-branca-do-brejo - Cana-branca - Cana-do-mato - Caatinga - Cana-do-brejoCostus pisonis - Costus spiralis -Alpina spiralisEmpregada (empiricamente) insuficiência cardíaca adiantada, arteriosclerose e sífilis. Nas afecções dos rins e bexiga. Seu suco é mucilaginoso, refrigerante e ligeiramente ácido, sendo usado, há muito, nas dores nefríticas. Também é um poderoso diurético, e usado nas gonorréias.Externamente, usa-se as folhas frescas em forma de cataplasma para resolver tumores.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CANA-DO-BREJO - Cana-roxa-do-brejo - Ubacaia - Periná - Jacuacanga - Ubacaia - Paco-catinga - Cana-de-macaco - Cana-roxaCostus spicatus - Costus arabicus - Alpinia spicata - Sagitaria tuberosaDiurético, indicado e com grandes resultados contra os males dos rins, bexiga e uretra. Muito útil, mesmo nos casos de cistite, quando se sentem dores e dificuldades para urinar, incluindo-se os casos de micção sanguinolenta. Auxiliar no trato da sífilis, além de combater a arteriosclerose. Também na hidropisia e blenorragia.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CANCEROSA - Ver também Espinheira SantaPlanta analgésica, cicatrizante, diurética e de bons efeitos nos males dos rins e fígado.Tintura: também como laxante.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CANELA -Estimulante, eleva a pressão sangüínea e é de bom uso contra os males do estômago.
 
CANELA DE SASSAFRÁS -Sudorífico e depurativo, com ação analgésica especial sobre o reumatismo, particularmente sobre as dores, nos casos de reumatismo crônico e sub-agudo. O que usar: tintura e cascas.Associação: associada à Bowdichia potencializa seus resultados pois ambas são poderosos anti-reumáticos.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CANELA PRETA -Tanto a planta quanto o líquido, têm grande utilização nas enterites, cólicas, inflamações intestinais, e nas dispepsias.O que usar: tintura e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CANFOREIRA -Planta com atributos calmantes, é indicada contra a epilepsia, hemorragias uterinas e vermes.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CANUDO AMARGOSO -Para facilitar a digestão e combater a inapetência. Também usado na febre palustre.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAPEBA - Ver Pariparoba.
 
CAPIM-CIDREIRA -Seu chá é diurético, carminativo e antiespasmódico. Excelente calmante, é indicado contra gases intestinais e perturbações urinárias.»» Mas tenha cuidado! Doses excessivas enfraquecem a pessoa. «« Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAPIM-LIMÃO - Capim do Campo.Suas folhas em infusão fornecem um excelente chá sudorífico. É carminativo, estimulante, diaforético. Também nas nevralgias e enxaquecas. Aromático.O que usar: raiz e folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAPUCHINHA-GRANDE - Chagas - Cinco chagas - Mastruço-do-peru - Capuchinha-de-flores-grandes - Capucina - Flor-de-sangue - Agrião-do-méxico - Agrião-grande-do-peru - Agrião-maior-da-índiaTropaeolum majus - Cardaminum majusNo tratamento do escorbuto e da escrofulose (tumores dolorosos que às vezes supuram).Seus frutos, secos e reduzidos a pó dão excelente purgante, na proporção de ½g em meio copo de água. As folhas podem ser consumidas naturalmente, misturadas em saladas ou ensopados. Externamente, põe fim às caspas e melhora o cabelo.O que usar: sementes e folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAPUCHINHA MIÚDA - Sapatinho-do-diabo - Capuchinha - Capucina - Chagas-da-miúda.Tropaeolum pentaphyllumPrevine e combate o escorbuto. As folhas podem ser consumidas em saladas, misturadas com outras ervas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAQUI -Combate a anemia, os males do estômago e é bom calmante.
 
CARÁ DA PEDRA -Dioscorea petreaContra coqueluche, asma catarral e o catarro bronquial. Nas impinges, úlceras e feridas.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARAMBOLA -É indicada contra o diabetes. Combate febre, males dos rins e bexiga.
 
CARANDAÍ - Carnaúba - Coqueiro-carandá.Corypha cerifera - Arrudaria cerifera - Copernicia ceriferaSubstitui a Salsaparrilha. Sua raiz é diurética. Combate a hidropisia, o reumatismo e a sífilis.O que usar: raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARAPIÁ - DorateniaNas menstruações dolorosas e nas irregularidades do fluxo menstrual. Diaforético, expectorante e antifebril. Nas diarréias crônicas, cloroses, anemia, e febres intermitentes.O que usar: tintura e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARDAMOMO - Cardamomo-da-índia - Cardamomo-de-siãoAmomum cardamomum - Elettaria cardamomum - Amomum racemosumNas dispepsias, gases e cólicas dolorosas.O que usar: sementes.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARDO-SANTO - Cardo-bentoCarduus benedictus - Cnicus benedictus - Centaurea benedicta - Calcitrapa lanuginosaNas afecções do útero, amenorréia, asma, blenorragia, catarros, coqueluche, mau funcionamento do estômago, febres intermitentes, gota, gripe, hipocondria, icterícia, resfriados, reumatismo. Também nas inflamações da bexiga.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARNAÚBA - Carandaí - Coqueiro-carandáCorypha cerifera - Arrudaria cerifera - Copernicia ceriferaSubstitui a Salsaparrilha. Sua raiz é diurética. Combate a hidropisia, o reumatismo e a sífilis.O que usar: raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARNÍCULA - No tratamento da asma e da erisipela. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAROBA -De suas cascas e raízes obtém-se um chá diurético e depurativo. Antisifilítico. Ação antimicrobiana na cura das disenterias amebianas.Externamente, importante para combater as afecções cutâneas e reumatismos.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAROBINHA DO CAMPO -Uma das variedades da Caroba. Presta-se para os mesmos fins que a Caroba. Também usada em banhos, nas doenças de pele.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARQUEJA -Baccharis trimeraPlanta de gosto amargo muito indicada na gripe. Contra a anemia, enfermidades da bexiga, fígado e rins, vômitos, diarréias, fraqueza intestinal, má digestão, má circulação do sangue, hemorragias e diabetes (perda de açúcar). Suas folhas, em infusão, têm excelente resultado nos casos de fraqueza orgânica, fígado, indigestão, diarréia, falta de apetite, diabetes, reumatismo, gota, dietas para emagrecimento.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARRAPICHO BEIÇO DE BOI - Amor do CampoDiurético. Nas afecções das vias urinárias, doenças renais, uretra e bexiga. Excelentes resultados quando aplicados nas inchações das pernas e na prisão de ventre. Facilita a secreção biliar, a função gástrica e intestinal. Grandes benefícios sobre o fígado.A infusão da planta apresenta sabor agradável, e pode ser bebida em abundância.Associação: associada à Caavurana apresenta bons resultados no trato de casos de catarros da uretra e da bexiga e, em especial na blenorragia.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARRAPICHO-DE-CARNEIRO -Contra dores no estômago, em chá. Indicado também na inflamação do pênis e gonorréias; neste caso, o chá deve ser usado para lavar as feridas.Tintura: na prisão de ventre e para inchaço (edema) das pernas.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARUBÁ - (composto)No combate a prisão de ventre e evitando os gases. Facilita a digestão. No tratamento de úlceras, orquites e reumatismo. Na dispepsia, com falta de secreção dos sucos digestivos, com peso após as refeições, fraqueza, sonolência, gases, dores, língua saburrosa, falta de memória, boca amarga, mau hálito, o uso do Carubá proporciona o desaparecimento desses sintomas.O que usar: Tintura.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARURU - Bredo - Bredo-rabaçaAmararanthus flavusNo combate às afecções do fígado.O que usar: folhas e talos. Em forma de salada, ou em suco. Neste último caso, toma-se algumas colheres das de sopa ao dia.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CARURU BRAVO - Caruru-açu - Caruru-guaçu - Caruru-de-cacho - Tintureira-vulgar - Espinafre-macio - Espinafre-das-índias - Erva-dos-cachos-da-índia - Erva-de-laca - Erva-goma - Tinge-ovos - Uva-da-américa - Uva-dos-trópicos.Phytolacca decandraExternamente, usa-se o suco no combate a inflamações, em aplicações locais. Quando misturado com folhas de batatas machucadas, torna-se uma cataplasma de efeito antiflogístico e analgésico local. Para afecções da garganta, boca e língua, pode-se realizar gargarejos e bochechos, com uma solução do suco da planta.»» A raiz, de forte efeito purgativo e depurativo, deve ser empregada critério, pois doses elevadas têm efeito tóxico.ATENÇÃO: as sementes desta planta são venenosas, produzindo a morte.Tenha cuidado redobrado, especialmente, ao utilizar esta planta. «« O que usar: folhas e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CASCA-DE-ANTA - Para-tudo - Casca D'Anta - Malambó - Caá-pororoca.Drimys WinteriNas indigestões, vômitos, hemorragias uterinas, prisão de ventre, anemia e fraqueza. Elimina vermes do sangue e abre o apetite.O que usar: tintura e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CÁSCARA SAGRADA -Rhammus purshianaAmarga, estomáquica e laxativa, quando em pequenas doses. Em doses mais elevadas, atua como colagogo e febrífuga. Usada nas dispepsias, ingurgitamento do baço e fígado conseqüentes do impaludismo, e nas febres intermitentes, nos males do estômago, intestino, e hemorróidas.O que usar: casca.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CASCAS DE ROMÃ -Punica granatumÉ refrescante, combate a difteria, as inflamações gastrointestinais e das vias urinárias. Seu suco é bom contra cólicas, febres, más digestões, hemorróidas, doenças da garganta e angina. Seu chá é indicado contra leucorréia, diarréia e gonorréia. Em gargarejos e bochechos, combate inflamações da boca, gengivas e garganta. O que usar: planta (raiz, casca, folhas, flores, polpa e casca) Infusão: gengiva, inflamações na boca e garganta (em gargarejos), diurético.Decocção da casca: cólicas, diarréia, tênia.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CASCARILHA -Croton eleuteria, Croton glabellus, Croton sloneiNas afecções gástricas, na atonia do tubo digestivo, nas cólicas ventosas, nas diarréias e disenterias e nas febres intermitentes. Também nas inflamações da boca e garganta, em bochechos. Em clisteres, para as afecções hemorroidais. O que usar: cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CASSAÚ - (composto)Emenagogo, usado também nas nevralgias e no combate às dores. Em todos os casos de dispepsias nervosas com prisão de ventre.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CÁSSIA -Nas inflamações dos intestinos, cólicas, prisão de ventre, impaludismo, gripe. Laxativo. Diurético e febrífugo.O que usar: Tintura.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CASTANHA DA ÍNDIA -Auxiliar no trato das hemorróidas e varizes.
 
CASTANHA MINEIRA - (Composta)Nas perturbações hepáticas e gástricas. Como tônico amargo, laxativo e anti-dispéptico.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CATÁIA -Nas hemorragias, histerias, epilepsia e crises nervosas.O que usar: Tintura.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CATINGA-DE-BODE -Aromática, sudorífica. Nas cólicas violentas, diarréias, flatulência, contra resfriados, influenza, gripes e dores no corpo.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CATINGA-DE-MULATA- Cordão-de-frade - Cordão-de-são-franciscoLeucas martinicensis, Stachys fluminensisContra febres, gota, reumatismo, asma, tosse e bronquites. O chá deve ser preparado por infusão, utilizando toda a planta ou em cozimento, para banhos.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CATUABA - BignoniaIndicada contra o sono agitado e memória fraca. Tônico, estimulante energético, com propriedades afrodisíacas. Possui ação terapêutica sobre as vias urinárias.O que usar: cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CAVALINHA - Rabo-de-cavalo - Milho-de-cobra.Equisetum arvense, Equisetum sylvaticum, Equisetum pyramidale, Equisetum Martii, Equisetum ramosissimum, Equisetum bogotensisDiurético, energético. Contra úlceras, cortes, contusões e feridas, nas doenças das vias urinárias, rins e bexiga. É boa no tratamento de hemorragias e gota, e de grande utilidade no tratamento do câncer. A parte recomendada para fazer o chá são seus brotos verdes. Notável eliminador do ácido úrico.O que usar: tintura (dos brotos verdes).Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CEBOLA -Allium cepaExcelente, externamente, para calos, picadas de abelhas, hemorróidas e frieiras.Internamente, também atua nos casos de hemorragia nasal, resfriado, tosses, vermes, nas infecções intestinais e prisão de ventre.O que usar: BulbosInfusão: resfriado, tosse, vermes.Infusão de vinho - calos, diurético.Tintura - diurético.Ungüento - hemorróidas, frieiras.Decocção: infecções intestinais, prisão de ventre, hemorragia nasal, picada de abelhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CEDRO ROSA -Febrífugo, tônico amargo e antiartrítico. Externamente, empregado no curativo de feridas (cozimento) e orquites (banhos).O que usar: tintura e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CELIDÔNIA - QuelidôniaChelidonium majusComo calmante na inflamação da vesícula biliar, contra as cãibras do estômago e contra as crises de asma. Para curar inflamações dos olhos e icterícia. O suco de suas folhas e raiz, aplicado externamente, faz desaparecer verrugas e calos, além de apressar a cura de feridas.O que usar: folhas e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CENOURA -Daucus carolaAlém de poder ser servida como alimento, suas raízes e sementes podem ser usadas em queimaduras, e nos quadros de tosse e rouquidão.O que usar: Raízes e sementes.Cataplasma: queimaduras (externamente).Decocção: rouquidão, tosse.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CENTÁUREA DO BRASIL - Fel da terra - Copo d'água.
 
R> Dejanira erubescensCorrige rapidamente qualquer distúrbio gastrintestinal. Suas raízes combatem os vermes intestinais e é excelente no combate às febres, inclusive as intermitentes. Ótimo aperiente. Raízes e hastes substituem eficazmente o quinino.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CENTÁUREA MENOR - Erva-febrífuga - Erva-de-chiron - Fel-da-terra - Erva-do-centauro - Planta-de-febre - Quebra-febre.Erythraea centaurium, Gentiana centaurium, Chironia centaurium, Centaurium minus.Remédio para o estômago, eficaz nas dispepsias, na anorexia e como aperiente. Combate as febres intermitentes, a gota e os vermes intestinais. Combate ulcerações e feridas velhas, exteriormente aplicada, sob a forma de loções ou cataplasmas.O que usar: flores.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CEREFÓLIO -Anthriscus cerefoliumPara debilidade do estômago, diabetes, enfermidades nervosas, enfermidades da bexiga, gota e histerismo. A cataplasma feita com as folhas frescas desta erva desinflama o seio das lactantes, ajudando a soltar o leite. O chá das folhas e sementes aumenta a secreção do leite.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CEREJEIRA -Grande árvore de casca muito aromática. Usada nas moléstias pulmonares como calmante poderoso e expectorante.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CEREUS -Tônico cardíaco muito conhecido e largamente utilizado.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CHÁ-DA-CHINA - Chá Preto - Chá da índia - Chá Pekoe.Thea sinensisEliminador da gordura, estimulador dos rins e digestivo. Nas estomatites, má digestão, resfriado, e também como excitante, diurético, analgésico, sudorífico, estimulante nervoso.O que usar: folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CHÁ-DA-ÍNDIA - Chá Preto - Chá da China - Chá Pekoe.Thea sinensisEliminador da gordura, estimulador dos rins e digestivo. Nas estomatites, má digestão, resfriado, e também como excitante, diurético, analgésico, sudorífico, estimulante nervoso.O que usar: folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CHÁ-DE-BUGRE -Energético. Combate a obesidade e as inchações; é estimulante da circulação; baixa a pressão e age contra o reumatismo e sífilis. Possui ação diurética e antiartrítica, fazendo ceder as dores e desaparecer as erupções. Elimina o ácido úrico. É tônico cardíaco. Muito indicado, com bastante proveito, nos edemas das pernas.O que usar: folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CHÁ PEKOE - Chá Preto - Chá da China - Chá da Índia.Thea sinensisEliminador da gordura, estimulador dos rins e digestivo. Nas estomatites, má digestão, resfriado, e também como excitante, diurético, analgésico, sudorífico, estimulante nervoso.O que usar: folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CHAGAS DE SÃO SEBASTIÃO -O cozimento desta planta, em uso externo, combate erisipelas, orquites, eczemas úmidos e secos, tumores do seio, dores reumáticas nas juntos, eczemas do couro cabeludo e nas faces das crianças. Possui prodigiosa ação emoliente. Também pode ser usada em lavagens, nos casos de moléstias do nariz, dos ouvidos, e nos corrimentos vaginais. Use, preferencialmente, folhas frescas, para melhor aproveitamento das propriedades terapêuticas desta planta.O que usar: folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CHAPÉU DE COURO -Ação depurativa, energética e diurética. Combate o ácido úrico, artritismo, dermatoses, edemas, erupções cutâneas, gota, litíase, nefrite, nevralgia e reumatismo.Tintura: diurético, anti-sifilítico, anti-reumático.Suas folhas, em decocto, servem nos casos de reumatismo, infecções urinárias, dores, artrite, arteriosclerose, diurético, sífilis, depurativo. Uso externo e chá nas dermatites.O que usar: tintura e folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CHÁ PORRETE -Nas febres e inapetência.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CHÁ PRETO - Chá da índia - Chá da China - Chá Pekoe.Thea sinensisEliminador da gordura, estimulador dos rins e digestivo. Nas estomatites, má digestão, resfriado, e também como excitante, diurético, analgésico, sudorífico, estimulante nervoso.Na hidropisia e ingurgitamento abdominal. Diurético, emenagogo e purgativo. O que usar: folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CHORÃO -Combate a caspa e a queda dos cabelos. É um grande calmante, enfraquecendo os desejos sexuais.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CINCO-CHAGAS -Nas afecções uterinas e uretrais; possui ação depurativa. Usado contra a obesidade.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CINCO-FOLHAS - Braço de preguiça - Barba de São Pedro.Penax quinquefoliumPurgativo, diurético, depurativo sangüíneo e de bons resultados na sífilis, blenorragia, reumatismo e moléstias da pele. Usa-se também em casos de obesidade.O que usar: folhas e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ ALMÉCEGA -Nas dores de origem reumática.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ AZOUGUE -Depurativo altamente laxante e antiescrofuloso. Também usada no combate aos furúnculos, dartros secos, eczemas úmidos, úlceras antigas, feridas, reumatismo sifilítico, e diversas moléstias da pele.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ CABELUDO -Eliminador do ácido úrico. Atua com eficácia contra a perda de albumina.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ CRAVO -Tônico estomacal. Nos casos de fraqueza e debilidade geral, estimulante e carminativo.O que usar: tintura e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ CRUZEIRO -Purgativo, emenagogo e diurético. Tira as dores e o inchaço das juntas nos casos de reumatismo simples, articular ou muscular.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ PRATA -Nas doenças dos rins e bexiga. Combate o ácido úrico.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ-CHUMBO - Cipó-dourado - Fios de ouro - Xirimbeira - Cuscuta.Cuscuta umbellataToda a planta utilizada em forma de chá é excelente adstringente, estomáquico e diurético. Usado nas bronquites, tosses e catarros.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ-ESCADA -Indicado para lavar feridas, úlceras e caspas. Seu chá é diurético.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ-IMBÉ - Tracuá - Curuba - Uambé - Uambé-curua - Ambé - Bananeira-imbé.Philodendron bipinnatifidumNas inflamações dos testículos e, em banhos, na erisipela, nas inflamações reumáticas e orquites.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ-SÃO-JOÃO -Regulador de menstruações e calmantes.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CIPÓ-SUMA - Suma roxa.Depurativo contra moléstias da pele.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
COCLEÁRIA -Cochlearia officinalisContra as afecções escorbúticas da boca. Em saladas ou sucos, atua contra o escorbuto, contra os catarros pulmonares, contra a asma, hidropisia e enfermidades crônicas da pele.O que usar: folhas frescas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
COCO -Sua água cura a hidropisia, além de ser um excelente remédio contra a pressão alta. A carne é altamente nutritiva.
 
COCO-DE-DENDE - DendezeiroElaeis guineensisCombate angina, dores de cabeça, cólicas abdominais e edemas nas pernas.
 
CÓCULOS -Usado nos casos de má digestão. Equilibra a secreção dos sucos digestivos.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
COFFEA GRUDA -Poderoso tônico, excitante e febrífugo, cardíaco e diurético. Muito empregado na fadiga por excesso de trabalho.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
COMINHO -Cuminum cyminumEstomáquico, carminativo, emenagogo e diurético. Em cataplasmas, resolve os ingurgitamentos (obstruções) dos seios e dos testículos.O que usar: sementes.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CONFREI -Symphytum oficinalisFortificante, rico em proteínas. Indicado nas anemias e em casos de leucemia. Aumenta os glóbulos vermelhos. Na forma de chá, combate infecções, hemorragia, úlceras. Já em cataplasmas, externamente, nas fraturas ósseas, varizes, úlceras, feridas, queimaduras. É um poderoso cicatrizante, e também usado nas micoses e dermatites (uso local).O que usar: folhas e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CONGONHA DE BUGRE -Diurético, e nos casos de artritismo. Estimulante da circulação.O que usar: folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CONGONHA DO CAMPO -Diurético. Usado na prevenção e combate à arteriosclerose. Estimula a circulação sangüínea.O que usar: folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CONGONHA DO MATO -Diurético. Usado na prevenção e combate à arteriosclerose. Estimula a circulação sangüínea.O que usar: folhas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
COPAÍBA (óleo de)Nos casos de sífilis, bronquite, tosse, dermatite, urticária, cicatrizante, úlcera, feridas, leucorréia, infecções urinárias, e como anti-séptico.O que usar: Resina - óleo.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
COQUEIRO-CARANDÁ - Carandaí- Carnaúba.Corypha cerifera - Arrudaria cerifera - Copernicia cerifera.Substitui a Salsaparrilha. Sua raiz é diurética. Combate a hidropisia, o reumatismo e a sífilis.O que usar: raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CORAÇÃO-DE-JESUS - Cacália - Erva-cobra.Mikania oficinalisNos casos de anúria, dispepsias e febres intermitentes.O que usar: folhas e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CORDÃO-DE-FRADE - Cordão-de-são-francisco - Cordão-de-frade-verdadeiro.Leonotis nepetaefoliaSuas folhas e talos, empregadas em forma de chá, são boas para combater os acessos de asma, na disúria, o ácido úrico e o reumatismo. Antiespasmódico, tônico diurético. Eficaz contra as hemorragias uterinas. Externamente, em banhos, contra o reumatismo articular agudo. Também nos casos em que há dificuldade em urinar, o decocto desta erva, na forma de banhos, é grande auxiliar no tratamento.O que usar: folhas e talos.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CORNEÍBA - Araguaraíba - Aroeira.Schinus terebenthifolius - Schinus antarthritica - Schinus aroeira.»» Cuidado: esta planta não deve ser confundida com as aroeiras bravas ou aroeiras brancas, pois estas últimas são extremamente cáusticas. «« Recomenda-se o chá desta planta nos casos de atonia muscular, distensão dos tendões, artrite, reumatismo, fraqueza dos órgãos digestivos e tumores (por suas propriedades balsâmicas). É boa para combater febres, dor ciática e sífilis.O que usar: tintura; flores e casca.Tintura: usada externamente em lavagens ou banhos contra inflamações (casca).Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CORTICEIRA - Flor-de-coral - Mulungu.Erythrina crista-galliAcalma o sistema nervoso, combate a insônia, pressão alta e prisão de ventre. Externamente, em compressas, é boa para aliviar as contusões e dores provocadas por golpes.O que usar: cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
COTÓ-COTÓ - Tangaraçá-açu - Congonha-de-gentio - Chá-de-bugre.Palicourea densifolia, Rudgea viburnoidesNas afecções da bexiga e das vias urinárias, diarréia, dispepsia, gota, reumatismo e sífilis. O chá é preparado com a raiz e cascas desta planta.O que usar: raiz e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
COUVE -Contra as afecções respiratórias e anemia. Seu suco facilita a cura de úlceras do estômago. CRATAEGUS - Planta de origem européia, usada nos casos de distúrbios nervosos e nas desordens cardíacas.
 
CRAVO-DA-ÍNDIA -Eugenia caryophyllataExcitante, dores de dente, digestivo, afrodisíaco, depurativo. Nos casos de bronquite, gripe, tosse, resfriado.O que usar: flores.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CRIPTOCÁRIA -Na hipopepsia com desenvolvimento de gases e peso no estômago (após as refeições), acrescida de dores de cabeça, sonolência, halitose, tonteiras. Ajuda os doentes a conservar o sangue "puro", os intestinos livres e um bom estômago.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CRUÁ -Curcubita odorataEmenagoga, energética e antifebril. Nas moléstias dos intestinos, nas afecções uterinas, clorose, metrite, leucorréia.O que usar: planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CURATARIS -Usado contra as hemoptises e nas anginas, como gargarejo.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CURATOMBO -Nas quedas, traumatismos em geral, e em fricções no reumatismo. O que usar: tintura e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CURRALEIRA - Alcanforeira - Pé-de-perdiz.Croton antisyphiliticus - Croton perdiceps - Stemodia comphorataPara tratar as afecções sifilíticas, cancros venéreos, erupções da pele e úlceras. O chá deve ser preparado com as folhas e raiz.O que usar: folhas e raiz.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CURUBA - Tracuá - Cipó-imbé - Uambé - Uambé-curua - Ambé - Bananeira-imbé.Philodendron bipinnatifidum.Nas inflamações dos testículos e, em banhos, na erisipela, nas inflamações reumáticas e orquite.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
CUSCUTA - Cipó-dourado - Fios de ouro - Xirinibeira - Cipó-chumbo.Cuscuta umbellata.Toda a planta utilizada em forma de chá é excelente adstringente, estomáquico e diurético. Usado nas bronquites, tosses e catarros.O que usar: tintura e planta.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
As Plantas Medicinais «D»
 
DENTE-DE-LEÃO - TaraxacoTaraxacum officinale - Taraxacum deus leonis - Leontodon taraxacumExcelente depurativo do sangue, e é um bom remédio contra as enfermidades do fígado, especialmente a icterícia. Nas hidropisias, o dente-de-leão se manifesta como um eficaz diurético.O que usar: Flores, folhas e raiz.Flores, folhas e raiz em Saladas: depurativo do sangue, fígado.Decocção e infusão: depurativo, hidropisia, afecções do fígado, acidose, icterícia, diabetes.Sumo das folhas: cálculos renais e fígado.Posologia e modo de usar: contate-nos
 
DOURADINHA - Douradinha verdadeira - Douradinha dos campos Walteria douradinha - Stemodia armaria Nas doenças de pele, furunculoses e equizemas, coceiras, feridas, ácido úrico. Depurativo e diurético. O que usar: tintura e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
DRIMIS - Tônico estomático e antiescorbútico. O que usar: tintura. Posologia e modo de usar: contate-nos 
 
As Plantas Medicinais «E»
 
EMBAÚBA - O suco da raiz serve para tratar úlceras cancerosas. De suas folhas se faz um xarope que debela tosse, asma, gripes e coqueluche. Tonifica o coração, regularizando suas batidas. Provoca a urina. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ENDRO - Anethum graveolens-Pastinaca anethum Para dispepsias, cólicas, arrotos, flatulências e hiperacidez estomacal usam-se as sementes em infusão. Externamente, nas inflamações dos olhos, pode-se aplicar compressas embebidas com o chá das sementes; já os banhos de vapor tiram as dores da matriz. O endro também pode ser fervido em azeite de oliva para ser aplicado quente sobre furúnculos, amadurecendo-os e retirando a dor. O que usar: sementes. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA CIDREIRA - Melissa Melissa officinalis - Cymbopogon citratus Indicada contra as doenças do estômago, nervos, insônia, dores, desmaios, resfriados, gases, epilepsia, enxaquecas, má circulação do sangue, palpitação do coração e vertigens. Extremamente usada como calmante. Dores de dente podem ser aliviadas bochechando-se com um pouco de seu chá quente. Seu chá, morno, também pode ser utilizado em lavagens intestinais, com grandes resultados nas diarréias com sangue. Externamente, pode-se aplicar folhas frescas de erva-cidreira sobre as pálpebras, acalmando as dores em olhos inflamados. Cataplasmas quentes aplicados sobre o ventre acalmam toda classe de dores do intestino, fígado, matriz e estômago. Banhos com esta erva possuem propriedades calmantes. O que usar: flores e folhas frescas. Compressas: feridas. Banho: calmante. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA COBRE - Guaco - Erva-de-cobra - Coração-de-Jesus Mikania cordifolia Em banhos, é empregada contra gota e reumatismo. Externamente, pode-se empregar o suco das folhas, em fricções, nos casos de nevralgias, contusões, gota e reumatismo, sobre as partes doloridas. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA DE BICHO - Em banhos, contra hemorróidas, coceiras e dermatoses. Cozinha-se a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA-DE-BUGRE- Erva de lagarto - Erva de teiú - Língua de teiú - Café-bravo Casearia sylvestris; Samyda sylvestris Depurativa do sangue, sendo usada contra sífilis, moléstias da pele e nas hidropisias. O que usar: folhas e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos. ERVA-DE-COBRA - Guaco - Erva-cobre - Coração-de-Jesus Mikania cordifolia Em banhos, é empregada contra gota e reumatismo. Externamente, pode-se empregar o suco das folhas, em fricções, nos casos de nevralgias, contusões, gota e reumatismo, sobre as partes doloridas. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA DE LAGARTO - Indicado contra sífilis, reumatismo, coceiras e feridas rebeldes. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA DE PASSARINHO - Nas hemoptises, pneumonias, bronquites, dores e pontadas no peito. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA DE SANTA LUZIA - Erva-andorinha Euphorbia brasiliensis Fornece uma boa cataplasma para curar úlceras crônicas e feridas velhas. Nas inflamações dos olhos. O que usar: folhas machucadas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA DE SANTA MARIA - Vomiqueira - Erva formigueira Chenopodium ambrosioides Poderoso vermífugo, também combate as doenças nervosas, hemorróidas, varizes, dores e indigestões. Emenagogo. O que usar: tintura, sementes, flores e folhas. Folhas e sementes - Infusão e tintura: na tuberculose, bronquite, tosse, e como diurético e calmante. Sumo: vermífugo. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA DE SÃO JOÃO - Catinga de Bode Nas tosses, bronquites, gripes e resfriados, diarréia, desinteria, cólicas e gases, reumatismo. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA-DO-CAPITÃO - Barbarosa - acariçoba - acaciroba - acaricaba Hydrocotyle umbellata - Hydrocotyle bonariensis Esta erva é aperiente, desobstruente, diurética e tônica. Usa-se sua raiz em decocto no combate às afecções do baço, fígado e intestino, diarréia, reumatismo e sífilis. Suas folhas só devem ser usadas externamente, e nunca internamente, pois afirma-se que são venenosas. Na aplicação externa, no combate às sardas e outros tipos de manchas de pele, a planta toda é usada em decocto. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA DO FÍGADO - Usada nos distúrbios do fígado e baço. Hepato protetora. ERVA DOCE - Funcho -Anis São estimulantes, depurativos, carminativos, usados em cólicas e na eliminação de gases intestinais em crianças. Também nos males do intestino, obesidade, cãibras, reumatismo, diabetes, olhos, memória, nas mordedura de cobras e escorpiões, e estimula a secreção láctea. Sua raiz é diurética e faz aumentar o leite das mães. O que usar: raiz e sementes. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA DUTRA - Mikania martusiana Para abscessos internos, anginas, diarréia rebelde, hemoptises, rouquidão e vômitos. O que usar: folhas e talos. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA GROSSA - Nas tosses e bronquites. Também usada para dissolver cálculos renais. ERVA MACAÉ - Nos vômitos e embaraços gastrintestinais. Nas diarréias de crianças.
 
ERVA MATE - Ilex paraguayensis / brasiliensis Reanima as forças corporais e cerebrais. Dá resistência à fadiga, ativa a circulação, excitante, tonificante, diurético, digestivo, laxante. Na dispepsia, e nos distúrbios estomacais e hepáticos. O que usar: folhas.
 
ERVA MOURA - Carachichu - Maria preta - Pimenta-de-galinha - Guaraquinha Solanum nigrum - Solanum crenato dentatum - Solanum hortense - Solanum inops - Solanum officinarum - Solanum pterocaubon - Solanum ptycanthum ATENÇÃO: USO EXTERNO. Em cataplasmas, é boa para combater tumores inflamatórios, furúnculos, panarícios e queimaduras. O chá feito com o cozimento de suas folhas é bom para lavar partes inflamadas, irritadas ou dolorosas. Pode-se aplicar suas folhas, frescas, machucadas, sobre feridas e úlceras. O que usar: folhas frescas.
 
ERVA POMBINHA - Possui propriedades diuréticas e desobstruentes, indicada para eliminação de cálculos renais e biliares. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA SILVINA - Nas hemoptises, nas diarréias sanguinolentas e na tosse de tuberculosos. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ERVA TOSTÃO - Agarra-pinto - Amarra-pinto - Pega-pinto - Tangaraca - Bredo-de-porco. Boerhaavia hirsuta Indicada contra inflamações da bexiga, congestões do fígado, cálculos biliares, icterícia e ingurgitamento do baço, além de combater o nervosismo. Age, de forma suave, como diurético nos rins. O que usar: sementes, raiz e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ESPINHEIRA DIVINA - Nas dores do estômago. Laxativo.
 
ESPINHEIRA SANTA - Salva-vidas - Espinho de Deus Maytenus hicifolia Obs: Não utilizar durante a amamentação Cicatrizante e desinfetante. É, ainda, boa para os rins, pois acalma as dores e neutraliza o ácido. Nas úlceras, gastralgias e dores de estômago. O que usar: folhas. Infusão das Folhas: analgésica, desinfetante, cicatrizante, dores, gastrite, úlcera, propriedades laxantes, e diuréticas. Sumo: feridas, acne, eczemas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ESPINHEIRO - Contra asma e bronquite. Sedativo e antiespasmódico.
 
ESTIGMA DE MILHO - Barba de milho Diurético. Nos cálculos renais.
 
ESTOMÁQUICA - Estomacal, anti-dispéptica.
 
EUCALIPTO - Eucalyptus globulus É anticéptico e antiespasmódico. Combate febres, gripes, diabete, bronquite, asma, gangrena pulmonar, males da bexiga e das cadeiras. O óleo das folhas pode ser usado nos casos de asma e bronquite (inalação), e ainda como cicatrizante e desinfetante (chá). A decocção das folhas também pode ser usada nos casos de bronquite, febre, estomatite, faringite, gripe, resfriado, tosse, sedativo, desinfetante, sudorífero. O que usar: folhas verdes. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
As Plantas Medicinais «F»
 
FEDEGOSO - Mata-pasto - Mamangá - Pajamarioba.Cassia occidentalis; Cassia medicaSuas folhas são purgativas e emenagogos. A casca da raiz é diurética, boa no combate à hidropisia e às moléstias do fígado. O decocto de suas raízes age como antelmíntico enérgico e de grande eficácia contra a febre.O que usar: folhas, raiz e cascas.Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
FEL DA TERRA - Na icterícia, febres constantes e nos embaraços gástricos. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
FEVÍLLEA - Nas dores de estômago e fígado. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
FICIFÓLIA - As folhas, em infusão, são empregadas nas histerias, asma, cólicas menstruais, menstruações difíceis e febres intermitentes. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
FIGO - Bom alimento para os nervos. O chá de suas folhas serve para fazer gargarejos, curar gengivas e diabete, e bom para eliminar cálculos dos rins e fígado. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
FIOS-DE-OURO - Cipó-dourado - Cipó-chumbo -Xirimbeira - Cuscuta) Cuscuta umbellata Toda a planta utilizada em forma de chá é excelente adstringente, estomáquico e diurético. Usado nas bronquites, tosses e catarros. O que usar: tintura e planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
FLOR-DA-NOITE - Flor-do-baile - Flor-cheirosa - Cactus-de-flor-grande. Cereus grandiflorus, Cactus grandiflorus. Evita a angina do peito. Combate os males do coração, causados pelo excesso de café, álcool e fumo. Atua contra o nervosismo, febres, resfriados e dores de cabeça. O que usar: caules. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
FLOR-DA-TRINDADE - Amor-perfeito - Violeta de Três Cores. Viola tricolor, Viola arvensis. Depurativo do sangue. É indicado nas afecções cutâneas como eczemas, impingem, herpes ou quaisquer doenças relacionadas ao sangue. Faz-se o chá com suas folhas e flores, e pode-se reforçar aplicando compressas no local afetado. O que usar: flores e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
FLOR-DE-CORAL - Erythrina corallodendron. O cozimento de suas cascas serve para combater as hepatites crônicas e as obstruções do fígado. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
FRUTO DE BICUÍBA - Nos reumatismos. Na asma, faz declinar seus acessos.
 
FUNCHO - Erva doce - Anis Anethum foeniculum; Foeniculum dulce. São estimulantes, depurativos, carminativos, usados em cólicas e na eliminação de gases intestinais em crianças. Também nos males do intestino, obesidade, cãibras, reumatismo, diabetes, olhos, memória, nas mordeduras de cobras e escorpiões, e estimula a secreção láctea. Sua raiz é diurética e faz aumentar o leite das mães. O que usar: raiz e sementes. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
As Plantas Medicinais «G»
 
GAMELEIRA - Figueira-branca - Figueira-brava. Ficus doliaria. O chá feito com a casca desta planta expulsa lombrigas e combate a hidropisia. Externamente, pode-se aplicar o leite desta planta sobre os cravos das boubas, para curá-las. O que usar: suco leitoso e cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GENCIANA - Tônica, estomática e febrífuga. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GENGIBRE - Zingiber officinalis É afrodisíaco, excitante e digestivo, e estimula a imunidade. Combate cólicas, gases, gripes, tosses e bronquites, diarréias, resfriados, asma, cólera, gota, infecções, mau-hálito, tártaros, inflamações gengivais, reduz o colesterol. De sua raiz é feito o quentão das festas de São João. O que usar: raiz e cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GERVÃO - Indicado contra moléstias do estômago e fígado, febres e prisão de ventre. Lavar a cabeça com o chá facilita a menstruação. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GINSENG - Panax quinquefolium Tonificante; no trato de resfriados, tosse, estomatite, prisão de ventre, inflamações urinárias e pulmonares, distúrbios nervosos, fadiga, úlceras gástricas. Usa-se a raiz, em infusão e/ou mascada. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GIRASSOL - Helianthus annuus Indicado contra resfriados, hemorragia nasal, males do coração, dores do estômago, nervos e contusões. Tintura das folhas: febre, malária, resfriado, estomatite, hematúria. Infusão das sementes: excitação nervosa. Uso externo da tintura: chagas, contusões, feridas. O que usar: sementes e folhas tostadas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GOIABA - Corta a diarréia, é indicada contra tosses e bronquite. Contrai varizes, além de ser eficaz em gargarejos e lavagens intestinais.
 
GUACO - Cipó-catinga - Erva-de-cobra. Mikania guaco; Mikania amara Sudorífico, antiespasmódico. O chá de suas folhas e indicado contra o reumatismo, febres, gota e sífilis. No interior, também é empregada contra o veneno de cobras e insetos, por ser cicatrizante e calmante. É excelente xarope contra tosses rebeldes, gripe e bronquite. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GUAIACO - Pau-santo Guayacum officinalis O cozimento de suas cascas e talos, é indicado contra as afecções da pele, amenorréia, asma, bronquite, catarros crônicos, escrofulose, gota, gripe, resfriados, reumatismo e sífilis. O que usar: cascas e talos. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GUAPEVA - Nhadiroba - Jabotá Fevillea trilobata Suas sementes, levemente torradas, são empregadas contra a inflamação do fígado e a icterícia. O azeite que se obtém das sementes é purgativo e, em fricções, combate reumatismos, impingens e erisipela. O suco de suas folhas é excelente contra mordidas de cobras, e bom como carrapaticida. O que usar: sementes e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GUARANÁ - Naranàzeiro Paullinia cupana Devido as suas propriedades adstringentes, o guaraná é excelente remédio nas diarréias, gases, disenterias e hemorragias. Recomendado contra a arteriosclerose, nevralgia e enxaqueca. Para estes fins usa-se o guaraná em pó. O guaraná também é tônico, revigorante, estimulante e reconstituinte, levantando a força dos depauperados. Também usado nas infecções e como desinfetante. Externamente: possui propriedades cicatrizantes. Obs.: crianças, mulheres gestantes ou que amamentem, cardíacos e hipertensos devem evitá-lo. 0 que usar: sementes (reduzidas a pó). Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GUASSATONGA - Cicatrizante e hemostático.
 
GUAXUMA - O chá da raiz de guaxuma é indicado nos casos de urina presa, tosse e bronquite. É vermífuga, faz baixar a pressão, atua contra a indigestão e amarelão. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
GUINÉ - Petiveria alliacea Indicado contra as doenças da cabeça, da vista e contra a falta de memória. É bom para tratar reumatismos, doenças venéreas, reumatismo, paralisia e nervos. Também possui ação antiespasmódica, abortiva, diurética, e como vermífugo. Além de o chá de sua raiz aliviar as dores de dente. O que usar: folhas e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos 
 
As Plantas Medicinais «H»
 
HAMAMELIS - Hamamelis virginiana A tintura da casca e folhas tem ação desinfetante. A tintura, e também em forma de pomada, pode ser utilizada, externamente, em casos de hemorróidas, disenteria, gonorréia, leucorréia, tumores, inflamações externas, pústulas, inflamação dos olhos, picadas de insetos, veias varicosas. Já o decocto é utilizado no combate às diarréias, menstruação em excesso, hemorragia pulmonar. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
HERA-TERRESTRE - Nepeta glechoma; Glechoma sederacea; Calamenta hederacea. Vegetal empregado nas afecções catarrais, principalmente nas das vias respiratórias, pois facilita a expectoração e combate as secreções mórbidas do catarro. Usada também, nas debilidades do estômago, dispepsias e flatulências. É também um bom diurético. Aplicada em cataplasmas, resolve úlceras e tumores. O que usar: planta florida Dose: deve ser tomada fria, às xícaras. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
HISSOPO - Hyssopus off fficinalis O que usar: Flores, e folhas secas. USO INTERNO: óleo e infusão: asma, bronquite, inflamações da boca e garganta, depurativo, digestivo. USO EXTERNO: óleo e infusão: chagas e úlceras, erupções cutâneas. Compressa: contusões. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
HORTELÃ - Monarda punctata Usa-se toda a planta, em infusão e salada, nos casos de amenorréia, náuseas, vômitos, gases, analgésica, estimulante, diurética. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
HORTELÃ - Menta Mentha piperita Estimulante e tônico, indicado contra a prisão de ventre, cólicas intestinais, hepáticas e abdominais, dores de cabeça, digestão difícil, insônia, flatulência, vermes, cálculos biliares, icterícia, palpitações, tremedeira e reumatismo. É usado também corno calmante e afrodisíaco. Seu bagaço limpa feridas, enquanto que o sumo desta planta embebido em algodão acalma as dores de dente. O que usar: flores e sumidades floridas. Posologia e modo de usar: contate-nos 
 
 
 
IMBAÍBA - Umbaúba - Ambaíba - Árvore-de-preguiça - Baibeira - Torém Cecropia petalta; Cecropia palmata Suas raízes, folhas e brotos são empregados nos seguintes casos: afecções das vias respiratórias, bronquite, tosse, coqueluche, anúria, enfraquecimento do coração. O suco dos renovos é bom remédio contra as blenorragias e leucorréias. O que usar: brotos, raiz e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
IMBIRI - Albará, Coquilho, Erva-dos-feridos Canna angustifolia, Canna glauca O suco desta planta é bom para otites. Seu rizoma é diurético. As folhas maceradas são boas para tratar feridas, úlceras e queimaduras. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
IMBURANA - Balsâmica das vias respiratórias. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
INHAME-BRANCO - Cará-barbado Dioscorea dodecaneura Suas batatas são recomendadas para tratar as afecções da pele e reumatismo. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
INHAME-ROXO - Dioscorea heptaneura O chá de toda a planta é recomendado para combater herpes e quaisquer outras dermatoses. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
IPÊ - É adstringente, cura úlceras, limpa o sangue, faz-se banhos contra coceiras. É recomendado contra doenças do útero e ovários, nevralgias, sífilis e inflamações da garganta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
IPÊ ROXO - Nas inflamações de garganta, estomatites e úlceras. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
IPECACUANHA - Ipê-caa-coêne - Ipecacuanha-canela-da-menor Ipeca - Poaia - Poaia-cinzenta - Poaia-verdadeira - Poaia-das-boticas - Raiz do Brasil Callicocca ipecacuanha, Cephalis emetica, Cephalis ipecacuanha, Ipecacuanha brasiliensis, Ipecacuanha disenterica, Ipecacuanha fusca, Ipecacuanha officinalis, Psycotria ipecacuanha, Uragoga ipecacuanha Do cozimento da raiz de ipecacuanha é expectorante, e um bom remédio contra bronquite, coqueluche e disenteria, mas o chá deve ser tomado com moderação porque em grande quantidade esta planta é tóxica. 0 que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JABORANDI - Jaborandi manso Ottonia anisum, Pilocarpus pinnatifolius, Ottonia jaborandy, Piper jaborandy, Serronia jaborandy, Tetandria tetraginia Sudorífico e excitante. Suas folhas e raízes são empregadas nos seguintes casos: amenorréia, caxumba, edema pulmonar, hemorragia, irritação brônquica, leucorréia, inflamação do útero, nervosismo e dor de dente. Externamente, suas folhas servem como tônico capilar. O que usar: folhas e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JABORANDI-FALSO - Tapa-buraco - Aperta-Ruão - Pimenta-do-fruto-ganchoso Piper aduncum - Piper scabrum - Piper celtidifolium - Piper lanceolatum - Piper arborescens - Stephensua adunca - Artanthe adunca Suas sementes, em banhos, são usadas para tratar feridas. Com suas folhas prepara-se um chá bom para combater as hemorragias, diarréias e as moléstias do fígado. Além de suas folhas, cascas e raízes mascadas terem uma boa utilização contra o mau-hálito, perfumando a boca. Seus frutos são diuréticos e resolutivos. Tintura: nas doenças do fígado e rins. Nas doenças do aparelho genito-urinário e blenorragias. O que usar: tintura e planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JALAPA DO BRASIL - Purgativo. Nas paralisias e como depurativo. Nas afecções brônquicas e na coqueluche. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JAMBOLÃO - Jamelão - Jambul Syzygium jambolanum Suas sementes combatem o diabete. A casca da árvore é usada na disenteria, hemorragia e leucorréia. O que usar: sementes e cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JAMBU-AÇU - Agrião do Brasil - Agrião do Pará Spilanthes oleracea Este possui um sabor muito picante, quando comparado com o Agrião-d'água. Produz os mesmos efeitos curativos do agrião comum, com ênfase no combate a anemia, escorbuto e distúrbios digestivos. Deve ser usado cru em saladas, de modo a não perder seu valor nutritivo. Age nas doenças do coração, contra o raquitismo, afecções da pele e pulmão (expectorante e como tônico geral nas bronquites e tosses rebeldes). Tem efeito depurativo (quando usado por um longo tempo) e remove cálculos dos rins e do fígado. As gestantes devem evitar ingerir grandes quantidades de agrião, pois seu alto princípio ativo pode vir a provocar aborto espontâneo. Seu uso combate os efeitos tóxicos da nicotina. O que usar: tintura e planta (folhas e flores). Saladas cruas: excitante, combate o escorbuto, anemia, digestivo e diurético. Contra febre e dores de dentes. Infusão: bronquite, depurativo, diurético, febre, icterícia. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JAMENINA Em fricções contra dores nevrálgicas. USO EXTERNO. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JAPECANGA - Japecanga verdadeira Smilax japecanga Depurativo e anti-reumático. Diurético e febrífugo. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JATOBÁ Hymenaea courbarilFamília: LeguminosasDescrição: Árvore grande, copada, folhas alternadas, pecioladas, composta de dois folíolos ovais, lanceolados. Inflorescência panicular. Flores miúdas. O fruto é uma vagem de aproximadamente 24cm de comprimento, contendo 4 ou 5 sementes. A poupa do fruto é seca, farinhosa, adocicada, enjoativa, porém comestível. A madeira é de cor vermelha escura, dura, resistente, durável, muito pesada. Usa-se para vigamentos, esteios, rodas e eixos de carros. O Jatobá dá uma resina, a Jutáisica ou Copal da América, que se emprega na fabricação de vernizes. Adstringente, carminativo. Da casca de jatobá se extrai um princípio ativo eficaz para tratar casos de cistite aguda ou crônica, próstata, blenorragia, bronquite, tosse e quaisquer dores. A resina (que se obtém fazendo-se um corte no tronco da árvore) possui propriedades adstringentes, peitorais, vermífugas e estomáquicas. Para dores em geral, aplica-se a resina em forma de ungüento ou emplastro diretamente sobre as parte doloridas. O que usar: cascas e resina. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JEQUITIBÁ - Jecuiba Cariniana brasiliensis, Couratari Legalis, Pyxidaria macrocarpa Internamente, nas disenterias. O chá de suas cascas é bom para lavagens vaginais, nos casos de corrimento ou outras doenças do útero e ovários. Indicada também para as afecções da boca, inflamação da garganta, amidalites, anginas, faringites, fazem-se gargarejos com o mesmo chá, quente. A casca do jequitibá é um poderoso adstringente e com grande poder desinfetante, sendo por isso recomendada para tratar quaisquer inflamações da pele. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JITÓ - Guarea - Camboatá - Cedrorana - Cedro-branco - Carrapeta - Bilreiro -Jatuaúba-branca. Guarea trichilioides Aplicado externamente, o cozimento de suas cascas e raízes debelam tumores artríticos e conjuntivite. Obs.: O chá desta planta não deve ser ingerido porque provoca vômito e aborto, é muito tóxico. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JOÃO DA COSTA - Nos distúrbios útero-ovarianos, cólicas, corrimentos, inflamações do ovário. O que usar: tintura e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JUÁ DE CAPOTE - Tônico, expectorante e febrífugo. Nas afecções do fígado, baço e intestinos. O que usar: tintura. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JUAZEIRO - Juá - Enjuá Zizyphus, joazeiro O chá de suas cascas é eficaz contra as febres intermitentes. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JUCÁ - Jucaína - Pau-ferro Caesalpinia ferrea O chá de suas cascas e raízes presta ótimos serviços no tratamento da diabete. Anti-reumático. Nas afecções pulmonares, na asma e na tosse. O que usar: raiz e cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JUCIRI - Juqueri - Jequiriúba - Juceri-de-fruto-espinhoso - Jaquirioba - Juquerioba. Solanum oleraceum, Solanum juceri, Solanun alternato pinnacum, Solanum glaucescens. O sumo das flores de juciri aplicadas sobre feridas apressam sua cicatrização. O mesmo efeito produz sobre os bicos dos seios rachados de mulheres que amamentam. O que usar: flores. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JUREMA - Uso externo, para lavar feridas e úlceras. Também atua nas erupções. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JURUBEBA - Jubeba -Juribeba - Jupeba -Jurubeba-verdadeira - Jurupeba-altera - Jurubebinha. Solanum paniculatum, Solanum belfort Estimula a secreção biliar, usada no tratamento do fígado e do baço. Atua ainda, contra o catarro da bexiga, o diabete, a hidropisia e, é diurética. O que usar: frutos, raiz e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
JURUPITINGA - Nas febres palustres, icterícias, males do fígado, reumatismo e gripe. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
KALUMBIndicada para anemias, fraquezas em geral, falta de apetite, tonteiras e prisão de ventre. 
 
LÁGRIMA DE NOSSA SENHORA -FAMÍLIA: GRAMÍNEAS (Almeida Pinto)Planta muito conhecida, facilmente encontrada na Mata Atlântica - RJ.Sementes(frutos) utilizadas para colares e bijuterias.O seu chá serve para combater inflamações dos rins e bexiga. Excelente diurético. Externamente usa-se o cozimento em banhos quentes, contra o reumatismo e as inchações. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LANCIFÓLIA - Nas afecções de útero e ovário. Em alta dose age como purgativo. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LARANJEIRA - Citrus aurantium Suas folhas, flores e cascas são estimulantes tônicas e sudoríficas; indicadas nas contrações musculares, indigestões, cólicas, epilepsias e males dos nervos. Óleo e infusão das flores: estomatite, insônia, febre. O que usar: Casca, folhas e flores. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LARANJNHA DO MATO - Limãozinho - Quina-de-espinho - Quina peruana. Munida brasiliensis, Acanthocladus brasiliensis, Colocynthis, Monadelphia octandria. Antifebril. Indicada nas dores do estômago e dos intestinos; combate cólicas menstruais, gases, tonturas e vômitos. É digestiva e limpa o sangue. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LENTILHA-D'AGUA - Flor-d'água - Erva-de-santa-luzia (existem outras plantas com o nome de Erva-de-santa-luzia. Cuidado para não confundir) Pistia stratiotes, Pistia occidentalis Planta aquática. Seu chá é um bom diurético, empregado nos casos de hidropisia, enfermidades da bexiga e dos rins. Suas folhas secas, reduzidas a pó, para tomar em mistura com mel várias vezes ao dia, combate a sífilis. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LEONORUS - Para falta de apetite. Possui propriedades tônicas, diuréticas e antiespasmódicas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LIBANOTIA - Veja ALECRIM DE JARDIM. LIMA - Rica em vitamina C, é recomendada contra febre e urina presa. O chá feito com as cascas e folhas da lima põe fim a pressão baixa e combate as perturbações do estômago. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LIMÃO - Citrus limonum Conhecido como panacéia universal, atua sobre dezenas de males, alcançando todo o corpo, com propriedades curativas e regeneradoras no organismo. O que usar: fruto, casca e folhas. Suco: gota, reumatismo, arteriosclerose, hipertensão, artrite, depurativo do sangue, febre, feridas (externo), etc. Gargarejo: inflamações na boca e garganta. Infusão: má digestão, gases, diarréia, insônia, conjuntivite (externo). Decocção: malária. Fricção: nevralgia, reumatismo. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LIMÃO BRAVO - Nas bronquites, laringites, catarro crônico dos pulmões. Excitante e carminativo. Na prevenção do reumatismo. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LÍNGUA-DE-VACA - Buglossa - Sanguineira - Erva-de-sangue. Chaptalia nutans, Tussilago nutans, Chaptalia ingrifolia. Indicada na blenorragia, catarro pulmonar, dermatoses, erupções cutâneas de origem sifilítica e tosse. Externamente, é um bom remédio para lavar úlceras e tumores. Suas folhas, aquecidas, colocadas sobre as têmporas, aliviam a dor de cabeça e facilitam o sono. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LOMBRIGUEIRA - Caxinguba - Uapuim-açu. Ficus anhelmintica O leite que se obtém ao cortar o tronco desta planta, combate lombrigas e expulsa a tênia. O que usar: seiva leitosa. Usar com cuidado; dose excessiva é prejudicial. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LOSNA - Erva dos Vermes -Absíntio. Artemisia absinthium Elimina os vermes, faz descer menstruações difíceis; tônico, distúrbios biliares e hepáticos, flatulência, má digestão, reumatismo, gota, febre intermitente, diarréia, mau hálito, cólicas e problemas de fígado. É vermífugo e calmante. Tome Cuidado! Em demasia destrói os glóbulos vermelhos do sangue. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LOURO - Louro comum - Loureiro-de-presunto - Loureiro-de-apolo - Loureiro-dos-poetas. Laurus nobilis Usado nas comidas como condimento. É empregado contra a anúria, amenorréia, dispepsia, nevralgia, reumatismo e úlceras. O que usar: frutos e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
LOURO-PRETO - Canela-preta - Pó-de-santana. Nectandra mollis, Nectandra amara, Nectandra amara australis, Laurus atra. Emenagoga. Tem emprego em diversas enfermidades, como azia, catarros intestinais, atonia, diarréias, moléstias do estômago, disenterias, flatulências, irritações gastrintestinais, enterite catarral e crônica, e lienteria, devendo, nestes casos usar-se a casca, por infusão, em dose normal. O que usar: cascas em pó. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MACELA - Usada contra indigestões, problemas do estômago, falta de apetite e perturbações gástricas. Seu suco é usado em casos de epilepsia. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MACIEIRA - Pirus malus O chá de suas folhas nutre o baço e o sistema nervoso; produz um sono calmo e é desinfetante bucal. A água das maçãs atua no combate às inflamações urinárias, má digestão, acidez, febre, resfriado, rouquidão, diarréia, prisão de ventre. Já os banho de assento tem aplicação na leucorréia, enquanto os vinho de maçã atuam na má digestão e acidez estomacal. O que usar: Casca do tronco, folhas e frutos. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MÃE-BOA Vitis sulcicaulis, Vitis nili, Cissus alata Em chás e banhos, para curar o reumatismo gotoso. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MAITENO - Nas doenças dos rins. Nas perturbações dolorosas do estômago e fígado, com ação laxativa. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MALAGUETA - Quinjá-apuá - Pimenta-comarim-verdadeira - Quiia-apuá - Quau-chile. Piper rubra, Capsicum baccatum, Capsicum pendulum, Capsicum conicum, Capsicum brasilianum. O suco do fruto, misturado com farinha, age como uma enérgica cataplasma em casos de meningites e congestões cerebrais. As folhas da malagueta, machucadas e misturadas com azeite são boas para resolver tumores em aplicações externas. O suco da malagueta, misturado com óleo de rícino combate a queda dos cabelos. O que usar: frutos e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MALVA - Malva-grande -Malva-verde -Malva-de-botica. Malva sylvestris, Malva vulgaris, Malva hirsuta Excelente contra catarros de qualquer espécie. Em gargarejos ou inalações, resolve enfermidades da garganta e ouvido. É recomendada, ainda, para banhos, gargarejos, inflamações da vista e dor de dente. Suas folhas são emolientes, e freqüentemente usadas na forma de banhos de cozimento, contra inflamações em geral. O que usar: flores, raiz e folhas. Infusão e decocção de folhas e flores: infecção urinária, prisão de ventre, inflamação intestinal, obesidade, tosse. Infusão das flores - bochechos (EXTERNAMENTE): inflamações na boca, gengiva e garganta. Cataplasma das folhas (EXTERNAMENTE): artrite, gota, abscessos, dentes. Banho de flores e folhas: nervosismo. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MALVA-BRANCA -Malva-branca-sedosa. Sida cordifólia USO EXTERNO - Suas folhas são emolientes. Socadas, suas folhas dão um excelente remédio quando colocadas sobre picadas de vespas. O cozimento de sua raiz é empregado, externamente, na blenorragia. O que usar: folhas e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MALVÃO - Cura lesões córnicas e hemorróidas. Em banhos, atua contra o reumatismo, males da bexiga e inflamações internas. Seu chá evita o câncer. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MAMONA - Rícino - Carrapateiro - Palma-cristo. Ricinus communis Das sementes da mamona se obtém um óleo de efeito purgativo, que também combate os vermes intestinais. O banho, com decocção das folhas, atua nos casos de hemorróidas. Cuidado! As sementes de mamona são tóxicas. Ingerir vinte delas pode matar um. adulto, e seis são suficientes para tirar a vida de uma criança. O que usar: folhas e sementes. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MANACÁ - Jeratacá - Cangambá - Caá-gambá - Eratataca. Brunfelsia Hopeana, Brunfelsia latifolia. O chá feito com o cozimento da raiz desta planta previne a sífilis e o reumatismo. É diurético, emenagogo e purgativo. Em dose elevada é venenoso, causando urticária, vômito, febre e letargia. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MANGUE VERMELHO - Mangue-verdadeiro -Mangue-de-sapateiro - Mangue-de-pendão - Guarapari - Guaparaíba - Canaponga - Mapareíba) Rhizofora mangle. O cozimento de sua casca é usado contra diarréias, disenterias, hemorragias e leucorréias. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MANJERICÃO - Indicado contra gases. É excitante, digestivo e combate fraquezas. O cozimento de suas raízes serve para estagnar o sangue. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MANJERICÃO-DA-FOLHA-LARGA -Veja ALFAVACA.
 
MANJERONA - Flor-do-himeneu. Origanum majorana, Majorana hortensis. Indicada contra fraqueza dos músculos e nervos. Abre o apetite. Atua contra cólicas e reumatismo. Antiespasmódica, na dilatação do estômago, insônia, gases e nos resfriados. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MARACUJÁ - É calmante, age contra dores em geral, combate a insônia e angústias, é diurético. Sedativo, favorecendo sono calmo e tranqüilo. Suas sementes e raízes são vermífugas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MARACUJÁ-AÇU - Maracujá-silvestre - Maracujá-guaçu - Maracujá-suspiro - Grenadilha. Passiflora quadrangularis. O chá desta planta preparado em infusão é recomendado nos seguintes casos: alcoolismo crônico, asma, coqueluche, convulsão infantil, diarréia disenteria e dor de cabeça nervosa. O que usar: folhas verdes. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MARAPUAMA - Marapuama - Muiratã - Marantã - Pau-homem. Acanthes virilis, Ptychopetalum olacoides. Afrodisíaco. O princípio ativo desta planta age como um poderoso tônico neuro-muscular. O chá feito com suas raízes é usado em banhos e fricções para tratar paralisias e beribéri. Ingerido produz bons efeitos nos casos de: astenias cardíaca e gastrintestinal, debilidade, gripe, impotência, paralisias parciais e reumatismo crônico. O que usar: raiz e hastes de plantas novas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MARAVILHA - Jalapa-falsa - Bonina - Boas-noites - Belas-noites - Beijos-de frade. Mirabilis Jalapa, Mirabilis dichotoma. O chá feito com suas flores e raiz tem bom efeito contra as afecções herpéticas, hidropisia e leucorréia. O suco das flores machucadas e espremidas dão bom resultado nas dores de ouvido. O que usar: flores e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MARIRIÇÓ - Baririçó - Capim-rei. Sisyrinchium galaxioides, Sisyrinchium fluminensis, Poarchon fluminensis. O chá desta raiz produz bons resultados contra as cólicas do figado e inapetência. É depurativo do sangue e laxativo. Combate diversas dermatoses ingerido ou aplicado sobre elas. Em clisteres, é bom para hemorróidas, tanto em adultos quanto em crianças. O que usar: raiz e rizoma. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MARUPÁ - Marubá - Marupá-mirim - Papariúba - Marapaúba. Simaruba officinalis - Simaruba medicinalis - Simaruba amara - Simaruba guayanensis - Quassia simaruba. Planta indicada nas diarréias, disenterias, cólicas acompanhadas de evacuações com catarro ou sangue, leucorréia, febres intermitentes, afecções verminosas, além de ser bom cicatrizante. O que usar: cascas, em especial da raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MARUPÁ-DO-CAMPO - Marupai-do-campo - Pau paraíba - Mata-barata. Simaruba versicolor, Simaruba brasiliensis, Simaruba parahyba. É empregada, no sul do Pais, em mordedura de cobras. Já no Norte é usada como emético na epilepsia. Também tem utilização para expelir vermes intestinais, e nos casos de diarréias sanguinolentas. A casca e os frutos são usados como febrífugos. Externamente, a casca seca, reduzida a pó, costuma ser aplicada à cabeça, para combater os piolhos. Também pode ser usado o fruto em pó. O que usar: frutos, cascas e raízes. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MASTRUÇO - Recomendado contra as doenças do peito, bronquite, doenças dos rins e estômago; é diurético e anti-raquitismo. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MATACAMPO - Assa peixe. Na forma de chá é indicado contra a gripe pulmonar, tosses, bronquites, resfriados, contusões, hemorróidas. Externamente, em banhos, é indicado nas afecções do útero, pontadas no peito e nas costas. O que usar: frutos, flores e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MELÃO-DE-SÃO-CAETANO - Erva-de-são-caetano - Erva-de-lavadeira. Momordica charantia. Toda a planta é empregada para combater: febres, leucorréia, menstruação difícil e cólicas verminosas. Em banhos, combate a sarna e eczemas. A polpa das sementes em mistura com vaselina, fornece um ungüento bom para provocar a supuração em casos de tumores e furúnculos. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MELISSA - Melissa offficinalis. Em infusão e tintura, nos casos de ansiedade, histeria, hemicrania, gases, má digestão. Externamente, em compressas, sobre feridas. O banho possui efeito calmante. O que usar: flores e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MENTA - Hortelã. Mentha piperita Estimulante e tônico, indicado contra a prisão de ventre, cólicas intestinais, hepáticas e abdominais, dores de cabeça, digestão difícil, insônia, flatulência, vermes, cálculos biliares, icterícia, palpitações, tremedeira e reumatismo. É usado também como calmante e afrodisíaco. Seu bagaço limpa feridas, enquanto que o sumo desta planta embebido em algodão acalma as dores de dente. O que usar: flores e sumidades floridas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MENTRASTO - Erva-de-são-joão - Catinga-de-bode. Utiliza-se para o chá toda a planta, em cozimento, nas cólicas violentas, diarréias, flatulência, contra resfriados, influenza, gripes e dores no corpo. O que usar: planta. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MICÂNIA - Eliminador do ácido úrico e antialbumínico. Usado em diversos casos de nefrite. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MIL-EM-RAMA - Milefólio - Mil-folhas -Mil-folhada - Erva-de-carpinteiro. Achillea milefolium Recomendada contra: hemorragias do útero, dos pulmões, vômitos com sangue, hemorróidas, diarréia com sangue, regras abundantes e catarro sanguinolento. O que usar: toda a planta. Infusão das folhas e flores: diarréia, incontinência urinária, hemorragia, preventivo de aborto, gases. Infusão das folhas e flores para cataplasma: chagas, feridas, fissuras nos seios, hemorróidas, ulcerações, reumatismo, febre, varizes. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MIL-FOLHAS - vide MIL-EM-RAMA.
 
MILHO-DE-COBRA - Cavalinha - Rabo-de-cavalo. Equisetum arvense, Equisetum sylvaticum, Equisetum pyramidale, Equisetum Martii, Equisetum ramosissimum, Equisetum bogotensis. Diurético, energético. Contra úlceras, cortes, contusões e feridas, nas doenças das vias urinárias, rins e bexiga. É boa no tratamento de hemorragias e gota, e de grande utilidade no tratamento do câncer. A parte recomendada para fazer o chá são seus brotos verdes. Notável eliminador do ácido úrico. O que usar: tintura (dos brotos verdes). Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MIL-HOMEM - Nas doenças do estômago e intestino. Nos estados febris infecciosos. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MIMOSA - Desobstruente e laxante. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MIROSPERMUM - Mirosperma Balsâmico e expectorante. Nas bronquites e na asma. Age levemente como diurético. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MORANGO - Fragaria vesca. As raízes, folhas e frutos são ótimos remédios contra inflamações dos rins, da bexiga e da retenção da urina. É bom para combater disenterias, azia, gota e reumatismo. O que usar: Folhas, raiz e frutos secos. Decocção da raiz: inflamações na boca e garganta, intestino, diurético, vermífugo. Compressas: chagas, feridas, úlceras, pequenas queimaduras. Suco: dor de dentes, febre, gota, cálculos. Obs.: não usar em caso de alergia e diabetes. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MULUNGU - Muchocho - Murungu. Erythrina mulungu. Em banhos, o chá das cascas de mulungu acalmam a excitação, o stress, e combate as insônias. Também usado em muitos casos de asma e bronquite. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MURTA-CULTIVADA - Murta vulgar - Murta cheirosa - Mirto. Myrthus communis. Bom tonificante para o organismo, a murta estimula as forças decaídas. Em banhos, é excelente na anemia, na neurastenia, nas enfermidades reumáticas na elefantíase e na leucorréia. O que usar: cascas e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MURURÉ - Depurativo anti-reumático, tônico e anti-sifilítico. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
MUTAMBA-PRETA - Açoita cavalo - Ivitinga - Ivantiji. Luhea grandiflora A raiz desta planta é bastante empregada nos casos de disenteria e hemorragia (EXTERNAMENTE, em banhos); e também em casos de artrite, diarréia, leucorréia, reumatismo, ulcerações e tumores (na forma de chá). O que usar: raiz e cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
 
NABO - É fortificante, eficaz contra tuberculose. Suas sementes são indicadas contra as doenças da bexiga e do peito. Combate as frieiras. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
NARANAZEIRO - Guaraná. Paullinia cupana Devido as suas propriedades adstringentes, o guaraná é excelente remédio nas diarréias, gases, disenterias e hemorragias. Recomendado contra a arteriosclerose, nevralgia e enxaqueca. O guaraná também é tônico, revigorante, estimulante e reconstituinte, levantando a força dos depauperados. Também usado nas infecções e como desinfetante. Externamente: possui propriedades cicatrizantes. Obs.: crianças, mulheres gestantes ou que amamentem, cardíacos e hipertensos devem evitá-lo. O que usar: sementes (reduzidas a pó). Posologia e modo de usar: contate-nos
 
NHANDIROBA - Nas doenças do aparelho digestivo. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
NOGUEIRA - Sua raiz combate o reumatismo; a casca, torrada e bebida em vinho, combate areia e pedras da bexiga; suas nozes são ótimo alimento para os nervos e para o crescimento. Seu chá limpa e fortalece o sangue. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
NOZ MOSCADA - Nas cólicas e dispepsias. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
ÓLEO VERMELHO - Calmante e expectorante nas afecções das vias respiratórias, bronquites, asma e tosse em geral. O que usar: tintura e cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
OLIVEIRA - Estimula o apetite e, é bom remédio para quem sofre do peito; o chá das folhas ajudam a baixar a pressão. Posologia e modo de usar: contate-nos
 
PACOVÁ - Pato-seroca - Cuité-açu - Pacová-catinga. Renealmia brasiliensis. Externamente, o chá das cascas ou sementes, é usado para banhar feridas e para desinflamar inchaços e contusões. Suas sementes têm ação vermicida. Os rizomas são bons para o estômago, atua combatendo os gases e é excitante. O que usar: cascas, rizoma e sementes. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PANACÉIA - Braço de mono. Possui indicações para reumatismo, gonorréia, dartros, sífilis, moléstias da pele. Tem propriedades diuréticas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PARACARI - Erva-de-são-joão - Catinga-de-bode - Poejo rasteiro. Peltodon radicans; Clinopodium repens; Stemodia viscosa. Indicada ainda contra asma, catarro pulmonar e coqueluche. Externamente, cura eczemas, impigens e tinha. O que usar: folhas e talos. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PARATUDO - Nas cólicas intestinais, indigestões, vômitos rebeldes, evacuações sanguinolentas. O que usar: tintura e cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PARIETÁRIA - Alfavaca-de-cobra - Tiritana. Parietaria officinalis. Diurético. Empregada contra as moléstias inflamatórias, anúria, hidropisia, moléstias das vias urinárias, artritismo agudo e crônico e males dos rins. Quando torradas e reduzidas a pó, suas folhas podem ser indicadas na cura de feridas. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PARIPAROBA - Aguaxima - Capeua - Malvaísco - Caapeba (existem outras plantas também conhecidas como caapebal). Piper umbellatum; Piper sidefolium; Piper hilarianum; Piper peltatum; Piper macrophyllum; Cissamelos caapeba; Piperonia umbellata; Heckeria umbellata; Potomorphe umbellata. Bom remédio para a febre por ser sudorífica e diurética. Indicada contra os resfriados, boa para o fígado, baço, azias, úlceras e hemorróidas, além de baixar a pressão. Usa-se o chá de suas folhas, por infusão, em dose normal, no combate aos resfriados, a escrofulose e o escorbuto. Nestes últimos casos, o tratamento pode prolongar-se por diversos meses. Já as sementes, quando secas reduzidas a pó, podem ser misturada ao óleo de Linhaça, com bons resultados na pleurisia. Pode-se ainda aplicar, em forma de cataplasmas, nas costas, na região dos pulmões. Ainda pode-se utilizar a mesma mistura sobre furúnculos e tumores, apressando-se sua maturação. Já a raiz - que é sudorífica, estomáquica, diurética e febrífuga - pode ser utilizada, por decocção, em dose normal, na icterícia e nas moléstias do fígado e baço. O que usar: sementes, raiz e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PARREIRA BRAVA - Abútua / Parreira do mato / Uva-do-rio-apa / Bútua / Abuta. Cissampelos pareira; Cissampelos vitis. É tônica, diurética, febrífuga, antiinflamatória, estimula o apetite, ajuda na menstruação difícil, esclerose e nervosismo. Também funciona para minimizar dores em geral, principalmente as reumáticas. Nos casos de má digestão, dispepsias, sonolências, hidropisia, corrimentos blenorrágicos e menstruação difícil. O que usar: tintura, raiz e casca do tronco. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PARREIRA DO MATO - Veja "Parreira Brava". PASSIFLORA - Composto. Poderoso calmante e sedativo que, devido a sua ação branda, não causa prejuízos à saúde do usuário. Usado com bons resultados para insônia, tosses rebeldes, etc. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PATA-DE-VACA - Unha de vaca. É depurativa e age contra o diabete. Cura os males dos rins e a prisão de ventre. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PAU PEREIRA - Para inapetência (falta de apetite), febres palustres, digestões difíceis. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PAU-AMARGO - É de grande eficácia contra febre amarela, malária e diabetes. Indicado, também, contra fraquezas do estômago, indigestões, febres intestinais, gases, diarréias e, em casos de convalescença. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PAU-D'ALHO - Cipó-d'alho - Guararema - Ibirarema - Ubirarema. Cratoeva gorarema; Gallezia gorarema; Gallezia guararema; Gallezia scorododendron; Seguiera alliacea. Suas folhas, em cataplasmas, resolvem abscessos e alivia as dores reumáticas. Já o chá, em decocto, de suas folhas faz efeito rápido no tratamento da blenorragia e dos vermes. Previne hemorróidas e doenças da pele. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PAU-D'ARCO - Ipê -Ipeuva - Ipê-tabaco - Mãe-liana. Tecoma conspicua. É empregado como adstringente, sendo utilizado contra estomatites e úlceras da garganta, de origem sifilítica. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PAU-DE-COLHER - Árvore-de-leite - Leiteira. Tabernaemontana echinata. Sua seiva leitosa produz bom efeito contra as úlceras. As folhas, em decocto, ou suas cascas, retardam e moderam os batimentos do coração. O que usar: seiva, cascas e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PAU-FERRO - Itu - Quiri-pininga. Arauma brasiliensis; Dialium divaricatum; Dialium ferrum. O chá feito com o cozimento da casca desta planta é depurativo e produz bons resultados nos seguintes casos: diabetes, escrófulas, gota, quilúria, reumatismo e sífilis. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PAU-HOMEM - Murapuama - Muiratã - Marantã - Marapuama. Acanthes virilis, Ptychopetalum olacoides. Afrodisíaco. O princípio ativo desta planta age como um poderoso tônico neuro-muscular. O chá feito com suas raízes é usado em banhos e fricções para tratar paralisias e beribéri. Ingerido produz bons efeitos nos casos de: astenias cardíaca e gastrintestinal, debilidade, gripe, impotência, paralisias parciais e reumatismo crônico. O que usar: raiz e hastes de plantas novas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PEDRA HUME KAÁ - Para o tratamento do diabete. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PERIANDRA - Alcaçuz-da-terra - Raiz doce - Alcaçuz - Uruçu-huê. Periandra dulcis. Combate as inflamações do ventre e das vias urinárias. Sua raiz preparada por decocção, é laxativa, diurética, expectoraste e calmante. Tintura: tosses, bronquites e doenças respiratórias. O que usar: tintura e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PEROBA-ROSA - Aspidosperma gomezianum. Contra infecções causadas por germes e picadas de insetos, especialmente contra a malária. Produz o mesmo efeito do quinino, com a vantagem de não irritar o estômago. Tônico e febrífugo. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PEROBINHA DO CAMPO - Na dismenorréia, enxaqueca e afecções nervosas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PERPÉTUA - Amarantóide-violeta - Amaranto-globoso - Imortal - Perpétua-roxa - Suspiro - Suspiro-roxo. Gomphrena globosa. Nas afecções das vias respiratórias. O que usar: flores. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PERSICÁRIA - Acataia - Capetiçoba - Capiçoba - Cataia - Erva-de-bicho - Pimenta-d'agua - Pimenta-do-brejo. Polygonum acre; Polygonum antihoemorrhoidale; Polygonum hydropiper; Polygonum punctatum. Usa-se toda a planta com proveito nos casos de artritismo, blenorragias, diarréias sanguíneas, disenterias, estrangúria, febres, sífilis e vermes intestinais, hemorróidas e também contra as congestões cerebrais. Contra as febres perniciosas, usa-se o suco das folhas frescas. Também pode-se aplicar clisteres. Atenção: esta planta tem forte ação emenagoga e abortiva. Portanto, não deve ser usada por gestantes. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PICÃO - Contra o reumatismo, doenças da bexiga e rins, males do estômago e hepatite. Seu suco cura feridas, icterícia e é desobstruente do fígado, além de ser útil na diabete e inflamações da garganta. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PICÃO COMUM - Na icterícia. Possui ação eficaz sobre o fígado e bexiga. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PICÃO DA PRAIA - Carrapicho-da-praia - Salsa-da-praia. Plumbago littoralis; Melampodium divaricatum. Nas afecções do peito, tosse, reumatismo muscular e articular, vertigens, palpitações, erisipelas, anúria e icterícia. Bastante útil nos casos de flatulências acompanhadas de cólicas do estômago e intestino. Com bons resultados nos casos de impaludismo, febres palustres e febres em geral. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PICHURI - Pichurim. Sua fava é usada como carminativo, excitante e tônica. Nas disenterias e nas dispepsias flatulentas. O que usar: frutos e tintura. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PIMENTA-DO-FRUTO-GANCHOSO - Tapa-buraco -Jaborandi-falso - Aperta-ruão. Piper aduncum - Piper scabrum - Piper celtidifolium - Piper lanceolatum - Piper arborescens - Stephensua adunca - Artanthe adunca. Suas sementes, em banhos, são usadas para tratar feridas. Com suas folhas prepara-se um chá bom para combater as hemorragias, diarréias e as moléstias do fígado. Além de suas folhas, cascas e raízes mascadas terem uma boa utilização contra o mau-hálito, perfumando a boca. Seus frutos são diuréticos e resolutivos. Tintura: nas doenças do fígado e rins. Nas doenças do aparelho genito-urinário e blenorragias. O que usar: tintura e planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PINHÃO DO PARAGUAI - Pinhão-bravo - Pinhão-da-índia - Pinhão-de-purga - Pinhão-das-barbadas - Figo-do-inferno - Mandubiguaçu - Medicineira - Pião - Purgueira. Jatropha curcas. A amêndoa pode ser levemente torrada e, depois de moída, ingerida com água, ou mesmo com café (sem cafeína), adoçado com mel, com forte efeito purgativo. Já o óleo extraído da amêndoa, tomado com o mesmo café, tem forte efeito drástico e é um bom remédio contra a hidropisia. NÃO TOME EM GRANDES QUANTIDADES. Em doses elevadas é venenoso. Suas folhas também são purgativas. O que usar: Amêndoa, folhas, óleo e seiva leitosa. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PIPER CUBEBA - Nas inflamações e irritações das vias urinárias (cistites, uretrites, flores brancas, etc.). Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PIPI - Amansa-senhor - Erva-de-Pipi - Erva-de-guiné - Guiné - Mucura-caá - Tïpi - Tipi-verdadeiro. Petiveria alliacea. Não é aconselhado seu uso interno, por se tratar de planta tóxica e abortiva. É tida como depurativa, antifebril, antiespasmódica, diurética, emenagoga e estimulante. Externamente, usam-se as folhas machucadas, em compressas, nos casos de dores de cabeça, paralisia e reumatismo. Sua raiz é especialmente mais tóxica que as folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PITA - Caroatá-açu - Gravata-açu - Piteira. Agave americana. Purifica o sangue, limpa e fortalece o estômago. O pó desta planta combate a anemia, enfermidades dos rins e do fígado, e icterícia. Externamente, utiliza-se o suco desta planta para feridas e inchaços; acrescentando-se uma colherinha de mel, pode-se usar para lavar olhos irritados. Já o cozimento das folhas pode ser usado como loção, no tratamento de enfermidades dos olhos. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PITANGUEIRA - Antifebril e anti-gripal. Também utilizada contra o reumatismo e a gota. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PLUMÉRIA - Nas doenças ovarianas e uterinas. Em altas doses apresenta ação purgativa. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
POAIA - Ipê-caa-coêne - Ipecacuanha-canela-da-menor - Ipeca - Ipecacuanha - Poaia-cinzenta - Poaia-verdadeira - Poaia-das-boticas - Raiz do Brasil. Callicocca ipecacuanha, Cephalis emetica, Cephalis ipecacuanha, Ipecacuanha brasiliensis, Ipecacuanha disenterica, Ipecacuanha fusca, Ipecacuanha officinalis, Psycotria ipecacuanha, Uragoga ipecacuanha. Do cozimento da raiz de ipecacuanha é expectoraste, e um bom remédio contra bronquite, coqueluche e disenteria, mas o chá deve ser tomado com moderação porque em grande quantidade esta planta é tóxica. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
POEJO - Erva-de-são-lourenço. Mentha pulegium; Pulegium vulgare. Suas folhas, por infusão, atuam nos casos de tosse, rouquidão, afecções gástricas, gases, bronquite, asma. Também é expectoraste, para acidez e ardor do estômago, arrotos, catarros em geral, debilidade geral, debilidade do sistema nervoso, diarréia, enjôo, hidropisia, insônia, menstruação irregular e gases. O que usar: toda a planta, fresca e florida. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PORANGABA - Bugrinho - Chá-de-bugre. Condia salicifolia. Planta da família das borragináceas, é tida como excelente diurético. Atua com eficácia no combate a obesidade e ajuda a evitar a formação de depósitos gordurosos. Ajuda a diminuir a barriga. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PORRETE - Quinino do campo. Tônico amargo. Antifebril e antiespasmódico. Nas dispepsias e nos embaraços gástricos. O que usar: tintura e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
PRÍMULA - Primavera - Pão-e-queijo. Primula officinalis. Depurativa do sangue tem indicação na gota e no reumatismo; é bom calmante, devendo ser empregada nos casos de excitação. Indicada nos espasmos do estômago e na tosse espasmódica. A raiz é eficaz contra as pedras da bexiga e dos rins. Suas folhas são muito saudáveis, e podem ser usadas cruas, em saladas. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
QUÁSSIA - Pau-de-surinã - Quássia amarga - Quássia-de-caiena. Quassia amara. Indicada na blenorragia, cálculos do fígado e dos rins, debilidade do estômago, espermatorréia e flatulências. Usa-se a raiz ou a casca, por maceração O que usar: raiz e cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
QUEBRA-PEDRA - Arrebenta -pedra - Erva-pombinha - Saxifraga. Phyllanthus niruri. Dissolve areias e cálculos. Suas folhas, por infusão, para infecções urinárias, dores lombares, anúria, albuminúria, hidropisia, cálculos renais e biliares, corrimentos. Já o chá de toda a planta combate cálculos do fígado, dos rins e bexiga. É boa contra dores das juntas, hidropisia e distúrbios da próstata. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
QUELIDÔNIA - Celidônia. Chelidonium majus. Como calmante na inflamação da vesícula biliar, contra as cãibras do estômago e contra as crises de asma. Para curar inflamações dos olhos e icterícia. O suco de suas folhas e raiz, aplicado externamente, faz desaparecer verrugas e calos, além de apressar a cura de feridas. O que usar: folhas e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
QUINA - É febrífuga, tônica; combate as doenças do estômago, fraqueza e diabete. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
QUINA CRUZEIRO - Composta e Casca. Antidispéptico e tônico nervino. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
QUINA DO MATO - Quina Rosa. Composta. Tônico do sistema nervoso. Na inapetência e como antidispéptico na atonia gastrintestinal. Combate febres, principalmente as palustres. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
QUINA-PERUANA - Laranjinha-do-mato - Limãozinho - Quina-de-espinho. Munida brasiliensis, Acanthocladus brasiliensis, Colocynthis, Monadelphia octandria. Antifebril. Indicada nas dores do estômago e dos intestinos; combate cólicas menstruais, gases, tonturas e vômitos. É digestiva e limpa o sangue. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
QUININO DO CAMPO - Porrete. Tônico amargo. Antifebril e antiespasmódico. Nas dispepsias e nos embaraços gástricos. O que usar: tintura e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
QUITOCO - Caculucage - Madra-cravo - Tabacarana. Gnaphalium suaveolens; Lonchanthera sagittalis; Pluchea quitoco. Contra bronquite, reumatismo e flatulência. Em banhos, elimina dores no corpo. O que usar: caules e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RABO DE BUGIO - Combate as doenças da pele, dermatose e sarna; é muito usada contra a sífilis. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RABO DE CAVALO - Cavalinha - Milho-de-cobra. Equisetum arvense, Equisetum sylvaticum, Equisetum pyramidale, Equisetum Martii, Equisetum ramosissimum, Equisetum bogotensis. Diurético, energético. Contra úlceras, cortes, contusões e feridas, nas doenças das vias urinárias, rins e bexiga. É boa no tratamento de hemorragias e gota, e de grande utilidade no tratamento do câncer. A parte recomendada para fazer o chá são seus brotos verdes. Notável eliminador do ácido úrico. O que usar: tintura (dos brotos verdes). Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RAIZ DE ANIL - No tratamento da leucorréia, moléstias do útero, corrimento e inflamações decorrentes destes males. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RAIZ DE BARÔA - Nas bronquites, tosses rebeldes e asmáticas, e nos portadores de tuberculose. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RAIZ DE CAIXETA - Composta. Nas diarréias agudas ou crônicas. Tônico amargo estomacal. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RAIZ DO BRASIL - Ipê-caa-coêne - Ipecacuanha-canela-da-menor - Ipeca - Ipecacuanha, Poaia-cinzenta - Poaia-verdadeira - Poaia-das-boticas - Poaia. Callicocca ipecacuanha, Cephalis emetica, Cephalis ipecacuanha, Ipecacuanha brasiliensis, Ipecacuanha disenterica, Ipecacuanha fusca, Ipecacuanha officinalis, Psycotria ipecacuanha, Uragoga ipecacuanha. Do cozimento da raiz de ipecacuanha é expectoraste, e um bom remédio contra bronquite, coqueluche e disenteria, mas o chá deve ser tomado com moderação porque em grande quantidade esta planta é tóxica. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RAIZ-DO-ESPÍRITO-SANTO - Angélica - Arcangélica. Archangelica officinalis - Angelica archangelica Cuidado: as folhas desta erva são muito semelhantes às da venenosíssima CICUTA. Planta depurativa, diurética, estomacal e emenagoga. O chá da raiz desta planta misturado com chá de losna é bom para combater cãibras, disenterias e infecções pulmonares. Puro, é aplicado no combate a bronquite, digestões difíceis, enfermidades do peito, garganta, pulmões, ligado, rins, bexiga, gases, escorbuto e vômitos. Externamente, este chá é aplicado em forma de fricções e compressas, para combater afecções da pele, dores dorsais e reumatismo. O que usar: sementes, flores, raiz e folhas. Tintura Infusão: digestivo, diurético, depurativo, histeria. Decocção: diarréia. Tintura: estimulante e carminativo. Usada nas digestões difíceis. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RAIZ PRETA - Diurético e depurativo. Nos reumatismos e na gonorréia. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RASPA DE JUÁ - (Uso externo). Para eliminar a caspa, tonificar o bulbo capilar, e aumentar o crescimento dos cabelos. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
RINCHÃO - Gerbão - Gervão - Gervão-folha-de-vernônica - Urgebão - Vassourinha-de-botão - Verbena. Stachytarpheta cayennensis; Stachytarpheta dychotoma. Sua raiz é cicatrizante, por isso boa para curar úlceras. O rinchão é tônico estomacal, febrífugo e estimulante das funções intestinais. Nas doenças crônicas do fígado, rouquidão, tosse, artritismo, e como sudorífico e diurético. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
ROBÍNIA - Acácia-falsa. Robinia pseudacacia. Combate a acidez, as cólicas, as flatulências e as dores no estômago. O que usar: cascas dos ramos novos. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
ROMÃ - Punica granatum É refrescante, combate a difteria, as inflamações gastrintestinais e das vias urinárias. Seu suco é bom contra cólicas, febres, más digestões, hemorróidas, doenças da garganta e angina. Seu chá é indicado contra leucorréia, diarréia e gonorréia. Em gargarejos e bochechos, combate inflamações da boca, gengivas e garganta. O que usar: planta (raiz, casca, folhas, flores, polpa e casca) Infusão: gengiva, inflamações na boca e garganta (em gargarejos), diurético. Decocção da casca: cólicas, diarréia, tênia. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
ROSA - Rosa canina; Centifolia; Gallica. A flor, por infusão, é usada nos casos de estomatite, inflamações na boca e garganta (gargarejos), má digestão, diarréia, prisão de ventre, mau-hálito, vermes. A infusão também pode ser usada para compressas nos olhos. Já o vinagre de rosas serve para lavagens de urticária, picada de abelhas, queimaduras. Também nos casos de leucorréia. Em banhos, possui propriedades energéticas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SABUGUEIRO - Sambucus nigra. Suas flores frescas são catárticas e eméticas. Secas, perdem as propriedades laxativas. Mas são usadas, em infusão, contra anginas, resfriados e gripe. Diz-se que também alcança bons resultados nos casos de bronquite, gripe, olhos (lavagens), sudorífero, sarampo, além de proporcionar o aumento da secreção láctea. A cataplasma das folhas encontra aplicação, externamente, em abscessos e hemorróidas. Folhas machucadas possuem aplicação nos casos de queimaduras, colocadas sobre as mesmas, retirando rapidamente a dor. A casca, raiz e folhas tem indicação para hidropisia, reumatismo e casos de retenção de urina. Externamente, o cozimento das folhas encontram bom resultado para reumáticos e no trato de hemorróidas. A decocção de casca e flores encontra aplicação nos casos de gota, ácido úrico, hidropisia, obesidade, resfriado, rins, prisão de ventre, e como depurativo e diurético. Já a infusão de cascas e folhas, em fomentações, é utilizada contra queimaduras, erisipela, furúnculos e inflamações superficiais da pele. A fruta possui propriedades que purificam o sangue, além de limpar os rins. Quando seca e tostada, moída e preparada como café, é excelente para interromper a diarréia. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SAIÃO - Kalanchoe brasiliensis Empiricamente, atribui-se o suco ou xarope desta planta para utilização contra tosses e catarros crônicos e, principalmente contra a tuberculose pulmonar. Topicamente, contra aftas, calos, erisipelas, feridas, frieiras, picadas de insetos, queimaduras, tumores, úlceras e verrugas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SALSA - Indicada contra os males dos rins, bexiga, pulmões, inflamações dos olhos, intestinos e fígado; abre o apetite, combate a hidropisia, os gases, a hemorragia nasal e a febre; limpa o sangue, e é expectorante. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SALSAPARRILHA - Salsa-americana - Salsaparrilha-das-boticas - Sarsaparrilha - Sarza - Zarza) Monoecia hexandria, Srnilax medica; Srnilax officinalis; Smilax peruviana; Srnilax syphilitica. Depurativa, diurética e sudorífica, é empregada para combater as enfermidades venéreas, sífilis, gota, reumatismo, pedras nos rins e bexiga, dores nos ossos e muitas doenças de pele. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SALVA - Salva-das-boticas - Salva-dos-jardins - Salva-ordinária. Salvia officinalis. Bastante utilizada na medicina caseira, atuando no combate à asma, bronquites, catarro pulmonar, dor de cabeça, gases, inflamação da garganta e boca, resfriados, sistema nervoso, e outros. O que usar: flores e folhas. Decocção: estomatite, inflamações na boca, coqueluche, coração, gengivas, suores noturnos, tosse. Infusão: esgotamento nervoso, má digestão, cálculos renais e hepáticos, inflamações na garganta. Externamente - Banhos: cansaço, feridas velhas, ulceras varicosas, escrófulas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SALVA DE MARAJÓ - Salva-do-pará - Salva-do-campo. Hyptis incana O chá feito com esta planta é sudorífico, emenagogo, tônico e estimulante. É também usado contra as oftalmias. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SALVA DO RIO GRANDE DO SUL - Lippia citrata. Planta de folhas opostas, com flores brancas, não deve ser confundida com os outros tipos de Salva existentes. Toma-se o chá de suas folhas para fortificar o cérebro, os nervos e controlar ou diminuir o histerismo, além de fortificar o útero e ter propriedades antiabortivas. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SAMAMBAIA - No reumatismo articular ou agudo. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SASSAFRÁS - Canela-sassafrás - Sassafrás-do-brasil. Sassafras officinalis, Laurus saassafras, Ocotea cymbarum. Planta depurativa e sudorífica empregada nas dermatoses, dores artríticas, gota, reumatismo, sífilis e falta de transpiração. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SAÚDEO DO CORPO - Veja AGRIÃO.
 
SEMPRE VIVA DOS TELHADOS - Saião-curto. Sempervivum tectorum. Suas folhas são adstringentes por isso, o chá preparado com a infusão delas é bom para afecções cardíacas, escorbuto, hemorragias, hemorróidas e reumatismo. As folhas podem ser trituradas e o suco resultante, misturado com óleo de linhaça puro, atua na redução de dores provocadas pela erisipela ou por queimaduras. O suco também pode ser usado, para combater as diarréias com sangue e a menorragia. Externamente, pode-se aplicar topicamente a folha triturada, por vários dias, para fazer desaparecer calos e verrugas. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SENSITIVA - Dorme-dorme - Dormideira - Erva-viva - Juquer - Juquiri-rasteiro - Malícia-das-mulheres - Vergonha - Vergonhosa. Mimosa humilis, Mimosa pudica. Em chás, a sensitiva é empregada para combater as afecções do fígado, as afecções reumáticas e a prisão de ventre. Em banhos, cura tumores. Em gargarejos, cura inflamações da boca e garganta. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SERPÃO - Planta-russa - Serpilho - Serpol - Timo-silvestre. Thymus serpyllum. O chá feito com o cozimento de toda a planta é bom remédio para bronquite, coqueluche e diarréia. Externamente, cura feridas supuradas. Em banhos quentes, produz bons resultados contra a paralisia e o reumatismo. Sendo, ainda, um bom remédio contra a sarna. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SETE-SANGRIAS - Cuphea balsamona. Excelente remédio contra a arteriosclerose, hipertensão arterial e palpitações do coração. É depurativa do sangue. Limpa o estômago e os intestinos. Aplicada com bons resultados nas doenças venéreas, reumatismo e afecções da pele. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
STEVIA - Stevia rebaudiena. Atua no combate às seguintes moléstias: diabetes, febre, hipertensão, inflamações, insônia, obesidade (como adoçante), reumatismo, tensão, e também como calmante, digestivo, diurético, tonificante. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SUCUPIRA - Batata e sementes são depurativas. Atuam contra eczemas, manchas da pele, urticária, feridas inflamadas, hemorragias, reumatismo, doenças do estômago, fraqueza e diabete. Age sobre os vasos linfáticos. O que usar: sementes e batata (raiz). Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
SUMARÉ - Bisturi-do-mato - Cola-de-sapateiro - Lanceta-milagrosa - Rabo-de-tatu. Cyrtopodium punctatum, Cyrtopodium brasiliensis. O suco extraído desta planta resolve abscessos e furúnculos. Com o cozimento desta planta, prepara-se um xarope contra tosses rebeldes e coqueluche. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TAIOBA - Sua raiz ralada e crua é cicatrizante. Ela extermina os bacilos, bichos e destrói a carne podre das feridas. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TAIUIÁ - Trianosperma ficcifolia, Trianosperma glandulosa, Trianosperrna tayuya, Cayaponia tayuya. Poderosa contra a prisão de ventre, ela limpa o sangue e desintoxica o organismo. Esta planta combate as doenças da pele, lepra, sífilis, erisipela, obstrução do fisgado e baço. Suas folhas, usadas em cataplasmas, combate úlceras e faz desaparecer dores reumáticas, por sua ação calmante. O que usar: raiz (principalmente). Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TAMARINDO - Tamarineiro - Tamarino. Tamarindus indica. O chá feito com a polpa do fruto é refrescante, adstringente e calmante. Atua nas moléstias inflamatórias e febris, nas cólicas, na disenteria e na diarréia. O que usar: polpa dos frutos. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TANSAGEM - Tanchagem - Tanchagem-maior - Tranchagem. Plantago major. Planta aconselhada nos seguintes casos: ardor do estômago, afecções das vias respiratórias, diarréia e disenteria. Em gargarejos, combate inflamações da boca, garganta e gengivas. É ótima purificadora do sangue. Gargarejos: inflamações na boca, gengiva, garganta. Infusão e decocção: depurativo, estomatite, reconstituinte, gripes, ulcerações da garganta e língua, febre, diarréia, bronquite. Externamente: Cataplasma: chagas, úlceras. Infusão para lavagens: conjuntivite, inflamações nos olhos. O que usar: sementes e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TAPIXIRICA - Melastoma akermani. Suas folhas, em infusão, são empregadas nas palpitações do coração e afecções das vias urinárias. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TEJUCO - Cabeça-de-moleque - Cabeça-de-negro. Caput nigri. Com o bulbo da raiz em decocção, é indicado na amenorréia, blenorragia, diarréia, dispepsia, erisipela, escrofulose, febres, leucorréia, reumatismo e sífilis. O que usar: raiz (bolbo). Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TIMBÓ-MIRIM- Anil - Caá-chica. Indigofera anil. De sua folhas, raízes e sementes faz-se um chá, que tem sido empregado com bons efeitos contra a epilepsia e a icterícia, além de ser antiespasmódico, diurético, estomacal e febrífugo. Com esta planta se fabrica o corante Anil. Tintura: no mal epilético e também na gonorréia. O que usar: sementes, raiz e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TIMO - Tomilho - não confundir com a Satureja officinalis, que também é chamada de tomilho) Thymus vulgaris. Aplicada na atonia do tubo digestivo, cólicas, flatulências, catarros crônicos, diarréia, leucorréia e amenorréia. É bom remédio contra a coqueluche e outras tosses. O que usar: toda a planta florida. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TINGUACIBA - Laranjeira-brava - Tinguaci-uba. Xanthoxylum tinguaciba, Xanthoxylum monogynum. O chá da casca de tinguaciba é remédio eficaz para combater febres intermitentes. Em doses maciças, combate as cólicas intestinais. Externamente é bom para o reumatismo. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TORÉM - Ambaíba - Árvore-de-preguiça - Baibeira - Imbaíba - Umbaúba. Cecropia petalta; Cecropia palmata. Suas raízes, folhas e brotos são empregadas nos seguintes casos: afecções das vias respiratórias, bronquite, tosse, coqueluche, anúria, enfraquecimento do coração. O suco dos renovos é bom remédio contra as blenorragias e leucorréias. O que usar: brotos, raiz e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TRACUÁ - Cipó-imbé - Curuba - Uambé - Uambé-curua - Ambé - Bananeira-imbé. Philodendron bipinnatifidum Nas inflamações dos testículos e, em banhos, na erisipela, nas inflamações reumáticas e orquite. O que usar: tintura e planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TRAPOERABA - Olho-de-santa-luzia - Tracoeraba - Trapoeiraba - Trapoeraba-verdadeira (no Sul) - Trapoerava. Tradescantia diuretica, Tradescantia commelina, Commelina communis. Empregada, em banhos, produz bons efeitos contra as afecções herpéticas e dores reumáticas. Em cataplasmas, é bom para hemorróidas. Ingerido, o chá de suas folhas produz bons resultados nos casos de angina, hidropisia, retenção da urina e reumatismo. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TRAPOERABANA - Marianinha (Bahia)- Grama da terra (Maranhão). Commelina deficiens. Empregada, em banhos, produz bons efeitos contra as afecções herpéticas e dores reumáticas. Em cataplasmas, é bom para hemorróidas. Ingerido, o chá de suas folhas produz bons resultados nos casos de angina, hidropisia, retenção da urina e reumatismo. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TRÊS FOLHAS VERMELHAS - Mendanha - Angostura. Evodia febrifuga. O chá de sua casca combate as febres intermitentes. O que usar: cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TREVO-CHEIROSO - Anajá-cheiroso - Coroa-de-rei - Trevo-de-carvalho - Trevo-de-cheiro - Meliloto. Melilotus officinalis, Trifolium mililotus. O chá de toda a planta é empregado nas afecções gástricas, afecções nervosas, amenorréia, anúria e reumatismo. Externamente, cura inflamações dos olhos, especialmente conjuntivite. Também é bom desinfetante prestando bons efeitos ao lavar feridas. Em mistura com mel, dissolve o catarro brônquico, é bom para os resfriados e enfermidades da garganta. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
TUIA - Combate pólipos uterinos e intestinais, cura verrugas, erupções da pele, nevralgias da face, reumatismo, inflamações das gengivas e males do peito. É preventivo contra o câncer. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
UABATIMÓ - Barbatimão. Stryphnodendron barbatimao - Mimosa virginalis - Acacia adstringens - Acacia virginalis. Adstringente empregado em banhos e injeções no combate as afecções escorbúticas, blenorragia, diarréia, hemorragia e leucorréia, usando-se o chá de suas cascas. O que usar: tintura e cascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
UAMBÉ-CURUA - Cipó-imbé - Curuba - Tracuá - Uambé-curua - Ambé - Bananeira-imbé. Philodendron bipinnatifidum Nas inflamações dos testículos e, em banhos, na erisipela, nas inflamações reumáticas e orquite. O que usar: tintura e planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
ULMÁRIA - Erva-olmeira - Olmeira - Rainha-dos-prados - Ulmeira. Spiraea ulmaria Indicada nas afecções dos rins e bexiga, nas febres e hemorróidas, por ser um excelente diurético, eliminando assim, as impurezas do organismo que causam estas doenças. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
UMBAÚBA - Imbaíba - Ambaíba - Árvore-de-preguiça - Baibeira - Torém. Cecropia petalta; Cecropia palmata. Suas raízes, folhas e brotos são empregadas nos seguintes casos: afecções das vias respiratórias, bronquite, tosse, coqueluche, anúria, enfraquecimento do coração. O suco dos renovos é bom remédio contra as blenorragias e leucorréias. O que usar: brotos, raiz e folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
URTIGA - Urtica dióica. As partes a serem usadas desta planta são: folhas, hastes e sementes. Infusão: artrite, caspa (uso externo), epistaxe, hemorróidas, hemorragia uterina. Decocção: depurativo, diarréia, furúnculos, gota, hemorragia. Infusão para uso externo: urticária, erupções, coceiras. Decocção para uso externo: na queda de cabelos. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
URTIGA-BRANCA - Lamio-branco. Lamium album. Excelente remédio contra os catarros das vias respiratórias, escrofulose, hemorragias, hemoptises, leucorréias, menstruação irregular. Regulariza as funções do intestino em casos de constipação e diarréia. O que usar: flores. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
URTIGÃO - Cansanção. Urera baccifera. O chá feito com o cozimento desta raiz é bom contra a leucorréia. Já o decocto das folhas, além da aplicação acima, combate a anúria e disúria. O que usar: folhas e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
URUBUCAÁ - Mil-homens - Angélico. Aristolochia tribolata. Sua raiz amarga é tônica, febrífuga, estimulante, emenagoga e antidiarréica. Em doses elevadas provoca náuseas e perturbações cerebrais. Tem efeito abortivo, por isso, não recomendável para gestantes. Externamente, de sua raiz se prepara um pó para curar úlceras crônicas. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
URUCUM - Urucu - Urucuuba. Bixa orellana. O chá de suas sementes, por infusão, é excelente contra os males do coração, prisão de ventre, hemorragia e afecções do estômago, tosse e bronquite (expectorante). Já sua tinta pode ser utilizada como antídoto do ácido prússico (veneno da mandioca). O que usar: sementes. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
URUÇU-HUÊ - Alcaçuz - Alcaçuz-da-terra - Raiz-doce - Periandra. Periandra dulcis Combate as inflamações do ventre e das vias urinárias. Sua raiz preparada por decocção, é laxativa, diurética, expectorante e calmante. Tintura: tosses, bronquites e doenças respiratórias. O que usar: tintura e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
UVA-DO-RIO-APA - Abuta - Abútua - Bútua - Parreira-brava - Parreira do mato) Cissampelos pareira - Cissampelos vitis. É tônica, diurética, febrífuga, anti-inflamatória, estimula o apetite, ajuda na menstruação difícil, esclerose e nervosismo. Também funciona para minimizar dores em geral, principalmente as reumáticas. Nos casos de má digestão, dispepsias, sonolências, hidropisia, corrimentos blenorrágicos e menstruação difícil. O que usar: tintura, raiz e casca do tronco. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VASSOURA - Tupichá - Sida. Sida carpinufolia. Suas folhas são empregadas, em banhos, como emolientes. As folhas, machucadas, aliviam a dor de picadas de abelhas e vespas. Em chás, é indicada nas afecções pulmonares, bronquite, tosse e tuberculose. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VASSOURINHA - Tapeiçaba - Tapixaba - Vasourinha-de-varrer. Scoparia dulcis. Planta emoliente e peitoral. Ajuda a expulsar o catarro brônquico, sendo bom, ainda, nos casos de bronquite e para regularizar a menstruação. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VASSOURINHA-DO-BREJO - Pataquera. Conobea scoparioides. Planta recomendada contra o beribéri. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VASSOURINHA-DO-CAMPO - Vassoura-vermelha. Dodonaea viscosa. Combate as afecções cardíacas e o catarro pulmonar. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VELAME-BRANCO - Velame-do-rio-grande. Macrosiphonia velame, Macrosiphonia Martii. O chá de sua raiz é tido como depurativo e anti-sifilítico. O que usar: raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VELAME-DO-MATO - Velame-do-campo-de-minas. Croton fulvum. Planta de forte poder depurativo, ela se presta para os mesmos fins que o velame do campo, com a vantagem de ainda ser bom para tratar a tuberculose. O que usar: folhas e raiz. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VELAME-MIÚDO - Caruru-de-sapo. Oxalis martiana. Empregado com êxito nas dores artríticas e febres perniciosas. Contra angina, utilizam-se de gargarejos. O que usar: folhas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VERÔNICA - Chá-da-europa - Chá-do-norte - Verônica-da-alemanha - Verônica-das-boticas - Verônica-macho. Veronica officinalis. Combate a retenção urinária e favorece a expectoração. É de grande utilidade nas afecções pulmonares, icterícia, areias, cálculos dos rins, bexiga, fígado e febres intermitentes. O chá deve ser preparado com toda a planta, por infusão. O que usar: toda a planta. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VERÔNICA-DO-IGAPÔ - Dalbergia monetaria. Com sua entrecasca prepara-se um chá bom contra bronquites. Em banhos, é tônico. O que usar: entrecascas. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VIOLETA - Viola odorata, Viola alba, Viola imberis, Viola mania. Suas folhas e flores, em infusão, servem para fazer gargarejos contra inflamações de garganta. Combate tosses, bronquite, sarampo, dores de garganta, conjuntivite, artritismo, e é sudorífica. Recomendada, ainda, na cura do câncer e úlceras internas. As raízes, folhas e flores secas, em infusão ou decocção, encontram aplicação contra: tosse, bronquite, sarampo, dores de garganta, vômitos. A cataplasma é muito boa em contusões. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
VITÍVER - Diaforético, carminativo e estimulante. Empregado nas enxaquecas e nevralgias. Posologia e modo de usar: contate-nos.
 
XIRIMBEIRA - Cipó-dourado - Cipó-chumbo - Fios-de-ouro - Cuscuta. Cuscuta umbellata Toda a planta utilizada em forma de chá é excelente adstringente, estomáquico e diurético. Usado nas bronquites, tosses e catarros. O que usar: tintura e planta. Posologia e modo de usar: contate-nos. 
 
ZIMBRO - (Junípero) Juniperus communis. Em sua madeira e bagas; em infusão, decocção ou o óleo, encontramos aplicação contra asma, bronquite, acidez, má digestão, hidropisia, e atua como diurético. Posologia e modo de usar: contate-nos. 
 
Fonte:
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAeygoAD/as-plantas-medicinais

Comentários