Tipos de pimentas: descubra qual é a mais ardida

Existem diferentes tipos de pimentas e seus graus de ardência são bem variados. As pimentas têm diversos benefícios para a saúde e deixam os pratos doces e salgados ainda mais gostosos.

  • Tipos de pimentas: descubra qual é a mais ardida

Existem diferentes tipos de pimentas e seus graus de ardência são bem variados. As pimentas têm diversos benefícios para a saúde e deixam os pratos doces e salgados ainda mais gostosos! Mas entre tantas pimentas diferentes, como saber o quão fortes são ou em quais receitas utilizá-las? O TudoGostoso fez uma seleção com as 10 pimentas mais populares no Brasil, com as suas características e indicações de uso, e você ainda vai ver uma última pimenta de bônus, para os que gostam de se aventurar na cozinha.
 
Diferentes tipos de pimentas
 
Pimenta biquinho
 
Assim como o nome já indica, essa pimenta é caracterizada por um prolongamento na ponta, formando um bico. Vermelha, com sabor suave, é muito consumida pura, como aperitivo. Além de ser utilizada em receitas leves, como saladas e grelhados, seu uso é comum em decorações, trazendo uma delicadeza ao prato. Outra sugestão é aproveitar a doçura da pimenta em uma geleia leve e deliciosa.
 
Pimenta dedo-de-moça
 
Uma das pimentas brasileiras mais conhecidas, a dedo-de-moça pode ser encontrada na forma de molho, moída, desidratada, em conserva e natural, fresca. A sua ardência é média, podendo ficar mais suave se as sementes forem retiradas. É muito usada no preparo de molhos, e combina bem com carnes, peixes mais gordurosos e até mesmo em sobremesas, como no doce de pimenta dedo-de-moça.
 
Pimenta rosa
 
Originária do Brasil, a pimenta rosa tem um sabor leve e um aroma forte. Na realidade, a sua leveza se dá pelo fato de ela não ser exatamente uma pimenta e sim o fruto da árvore aroeira. Por conta disso, ela tem apenas um leve ardor, sendo principalmente usada para aromatizar os pratos. Seu uso é comum tanto em receitas doces, como no famoso chocolate com pimenta, quanto em salgadas, como no risoto de filé mignon com pimenta rosa.
 
Pimenta-de-cheiro
 
Originária da Bahia, essa pimenta é marcada pelo seu aroma forte e ardência leve à moderada. Muito utilizada em pratos típicos nordestinos, seu sabor harmoniza bem com peixes, como cação com pimenta-de-cheiro.
 
Pimenta cumari
 
Pequena, arredondada e de coloração vermelha quando madura, essa pimenta entra para a lista das mais ardidas. Caracterizada por ser muito picante, seu sabor tem um tom amargo no final, não sendo aconselhada para o preparo de molhos. É muito usada para temperar pratos do dia-dia, como arroz ou feijão, garantindo um sabor diferenciado.
 
Pimenta malagueta
 
Uma das pimentas mais populares, a malagueta é conhecida pela seu formato alongado e coloração vermelha forte. É extremamente ardida, mas seu uso, quando moderado, garante um sabor singular ao prato. É muito usada em pratos como o vatapá, tucupi e a moqueca.
 
Pimenta jalapeño
 
Originária do México, essa pimenta é conhecida por sua ardência forte e coloração verde. Quando seca e desidratada, constitui o molho picante chiplote. Clássica na culinária mexicana, é comumente usada no chilli, tacos e burritos, ou comida com azeite e sal.
 
Pimenta caiena
 
Constituída por uma mistura de pimentas vermelhas (malagueta, dedo-de-moça e chifre-de-veado), tem um teor de ardência bem forte. É muito utilizada na cozinha tailandesa e mexicana, conhecidas por seus pratos picantes. Seu uso é aconselhado para o preparo de receitas como asinhas de frango apimentadas.
 
Pimenta-do-reino preta
 
Queridinha da culinária mundial, a pimenta-do-reino é muito usada no preparo de receitas salgadas. Sua ardência é mediana e pode ser usada em muitas receitas, realçando o sabor dos ingredientes. Um dos pratos em que é mais utilizada é o filé mignon à poivre.
 
Pimenta-do-reino branca
 
Com ardência leve e aroma acentuado, a pimenta-do-reino branca é extraída do grão maduro da planta Piper Nigrum, nativa na Ásia. É uma das pimentas mais populares na cozinha, como as suas irmãs, a pimenta-do-reino preta e a verde. Seu sabor suave harmoniza bem com carnes brancas, como peixes e frangos, como no salmão ao champignon.
 
Pimenta Bhut Jolokia: a mais ardida
 
Famosa por ter sido reconhecida pelo Livro dos Recordes (Guinness World Records) como a pimenta mais picante existente, é aconselhada para os que gostam de pratos bem fortes. Seu manuseio deve ser feito com uma luva, já que a sua ardência pode causar queimaduras na pele! Ela é muito usada na cozinha indiana, e seu consumo deve ser moderado, para não irritar o organismo.
 
Fonte: Elisa Provenzano, Tudo Gostoso
https://www.msn.com/pt-br/receitasebebidas/noticias-e-receitas/tipos-de-pimentas-descubra-qual-%C3%A9-a-mais-ardida/ar-AAuzD3C?li=AAggNbi&ocid=mailsignout

Comentários