Acerola

Possui vitaminas A, B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), cálcio, fósforo, ferro e, principalmente, vitamina C, que, em algumas variedades, chega a estar presente em até 5 gramas por 100 gramas de polpa. Este valor chega a ser oitenta vezes superior ao da laranja e ao do limão.

  • Acerola

A acerola, esta família possui cerca de 63 gêneros e 850 especies, das quais cerca de 30 especies fazem parte do gênero Malpighia também conhecida popularmente como cereja-das-antilhas ou cereja-de-barbados, tem origem nas Antilhas, América Central e norte da América do Sul. Pertence à família das Malpighiaceae.
 
O fruto nasce na aceroleira, que é um arbusto de até três metros de altura, cujo tronco se ramifica desde a base e cuja copa é bastante densa com pequenas folhas verde-escuras e brilhantes. Suas flores, de cor rósea-esbranquiçada, são dispostas em cachos e têm floração durante todo o ano. Após três ou quatro semanas, se dá sua frutificação. Por ser uma planta muito rústica e resistente, ela se espalhou facilmente por várias áreas tropicais, subtropicais e até semiáridas. A acerola, quando madura, tem uma variação de cor que vai do alaranjado ao vinho, passando pelo vermelho. Esta coloração é resultado da presença de antocianinas, especialmente pelargonidina e malvidina.
 
A acerola está dividida em duas seleções: a acerola vermelha e a acerola laranja.
 
Cultivo
 
No Brasil, foi inicialmente introduzida no estado de pernambuco pela universidade federal rural de pernambuco (UFRPE) em 1955, por meio de sementes oriundas de Porto Rico espalhou se para o nordeste e outras regiões do país.
 
Onde o cultivo de acerolas teve um forte crescimento nos últimos vinte anos, sendo hoje uma importante cultura da Região Nordeste, principalmente na agroindústria de polpa de fruta congelada.
 
Sua superfície é lisa ou dividida em três gomos. Possui três sementes no seu interior.
 
O sabor do fruto é levemente ácido e o perfume é semelhante ao da uva. Possui vitaminas A, B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), cálcio, fósforo, ferro e, principalmente, vitamina C, que, em algumas variedades, chega a estar presente em até 5 gramas por 100 gramas de polpa. Este valor chega a ser oitenta vezes superior ao da laranja e ao do limão.
 
Variedades
 
Existem mais de 347,76 variedades de acerola que são cultivadas no Brasil. As principais são:
  • Apodi
  • Cabocla
  • Cereja
  • Frutacor
  • Okinawa
  • Olivier
  • Roxinha
  • Rubra
  • Sertaneja

Comentários